sergio-moro-lula-reproducao (1)

MORO DÁ 48 HORAS PARA LULA ENTREGAR RECIBOS ORIGINAIS DE ALUGUÉIS

O juiz federal Sérgio Moro determinou nesta sexta-feira, 13, que a defesa do ex-presidente Lula entregue em 48 horas os recibos originais referentes ao pagamento do aluguel de um apartamento ao lado ao que mora o petista em São Bernardo do Campo (SP).

Na segunda-feira, 9, Moro deu prazo de cinco dias para que a defesa de Lula informasse se tinha os originais dos 26 recibos apresentados à Justiça. A determinação do magistrado ocorreu após a força-tarefa da Lava Jato protocolar, na semana passada, um incidente de falsidade em que pede perícia nos recibos e afirma que eles são “ideologicamente falsos”.

Na quarta, 11, a defesa do petista informou ter os originais e pediu uma “audiência formal” para entrega dos documentos com a presença de perito. Moro negou essa audiência.

“Os recibos deverão ser entregues na Secretaria deste Juízo e que os acautelará para submetê-los a perícia caso seja de fato deferida”, determinou Moro.

O ex-presidente é acusado de ser o real proprietário do imóvel e de ter firmado um contrato de aluguel fictício com o engenheiro Glaucos da Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, para esconder a propriedade.

Segundo denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), o apartamento seria um pagamento de propina da Odebrecht a Lula em decorrência de contratos entre a empresa e a Petrobras.

Costamarques disse ao juiz Sérgio Moro que estabeleceu um contrato de locação do apartamento em 2011, mas que começou a receber os alugueis a partir de 2015. Ele também afirmou que assinou no mesmo dia, enquanto estava hospitalizado, os recibos de pagamentos de aluguel apresentados pela defesa de Lula.

Para contestar a versão, a defesa de Lula apresentadou a Justiça 31 recibos, para comprovar que a família de Lula paga os aluguéis regularmente. As datas são de 2011 a 2015. Alguns deles possuem erros de grafia semelhantes, além de datas que não constam no calendário.

Nesse processo, o MPF também acusa Lula de receber propina da Odebrecht através da compra de um terreno para a instalação do Instituto Lula. O ex-presidente nega todas as acusações.

DIARIODOPODER

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com