banners_blogs_tnh1_site_ricardo_mota

Marcelo Beltrão vai se filiar ao PMDB para ser suplente de Renan

Quem acha que já viu de tudo na atividade política, certamente não viu tudo (e me incluo entre os perplexos).

A novidade: o secretário de Educação de Marechal Deodoro, Marcelo Beltrão, está deixando o PRB para se filiar ao PMDB, a convite dos donos da legenda em Alagoas.

Mas o busílis é outro. Ele deverá ser um dos candidatos a suplente do senador Renan pai, numa articulação que expõe o racha numa das mais tradicionais e poderosas famílias políticas de Alagoas.

É um golpe de mestre do senador Renan pai naquele que se tornou seu ‘inimigo de infância’ – o deputado-ministro Marx Beltrão.

Na definição de um calheirista, a mudança de Marcelo Beltrão, que havia assumido da presidência do PRB graças ao primo ministro, foi uma das maiores cartadas de Calheiros no âmbito local (ele já foi bem mais longe no plano nacional).

Ex-prefeito de Jequiá da Praia, ex-presidente da AMA, Marcelo Beltrão foi secretário de Educação de Coruripe, onde realizou um trabalho destacado, quando o seu primo Marx era prefeito.

Só que nunca conseguiu dar um passo maior por causa dos “líderes” da família.

A se destacar: ele é ligado, politicamente, ao prefeito Joaquim Beltrão, que não mantém as melhores relações com o sobrinho Marx e é candidato a federal pelo PMDB, lançado pelos Calheiros.

Dominando os dados, o senador Renan resolveu expor de vez as desavenças familiares, ao mesmo tempo em que enfraquece a candidatura de Marx Beltrão (pelo menos esta é a avaliação dele).

O deputado-ministro há de saber que vem mais por aí.

blog.tnh1

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com