Durante uma entrevista à imprensa, na manhã desta terça-feira (26), o governador Renan Filho (PMDB) disse que vai enviar – ainda hoje – um projeto de lei para à Assembleia Legislativa (ALE) para elaboração de cargos e carreiras da Controladoria Geral do Estado (CGE) e afirmou que acontecerá concurso público para a CGE. Segundo Renan, serão ofertadas entre 40 ou 50 vagas para os cargos de Assessor de Controle Interno e Assessor Técnico. Os salários devem variar de R$ 1.265,00 a R$ 3.800,00.

De acordo com o governador, se aprovado o PL, vai acontecer concurso público para convocar novos auditores para que Alagoas possa seguir na vanguarda da transparência do país. “Vamos ser um dos primeiros estados do país a criar uma carreira de Estado para Controladoria Geral do Estado”, disse.

Caso a ALE aprove o projeto, serão ofertadas dez vagas para Assessor de Controle Interno para quem é formado em Ciências Contábeis; dez para formados em Direito; quatro para profissionais formados em Engenharia Civil; três para pessoas com formação em Ciências da Computação e outras treze para quem tem graduação em outros cursos. Já para o cargo de Assessor Técnico, devem ser ofertadas 20 vagas e os candidatos precisam ter nível médio.

“É um concurso especializado. O cidadão vai auditar contas do próprio estado, controlar as finanças e as políticas públicas internamente, de maneira que vamos começar com 40 a 50 vagas. Isso está sendo finalizado, e logo depois que a Assembleia aprovar vamos fazer o concurso e ter uma Controladoria em cargos de carreira, o que vai evitar circunstância do momento e permitir que as pessoas trabalhem para garantir transparência”, enfatizou o governador.

Convocação de delegados

O governador disse que está finalizando as convocações e os policiais civis serão convocados brevemente. “Estamos avaliando como faremos a convocação já que delegados possuem um salário elevado e estamos fazendo uma remodelagem da distribuição dos delegados em Alagoas. Só a partir disso, vamos tomar uma decisão. Os policiais civis vão ser contratados antes”, finalizou.