thumb.php_.jpg

Botijão de gás vai ficar mais caro a partir de setembro

O preço do botijão de gás ficou 9,50% mais alto em 12 meses, de agosto de 2016 a julho de 2017, quase três vezes maior que a inflação calculada pela FGV IBRE no período, que ficou em 3,45%. O aumento passou de 0,19% em junho para 0,32% em julho, segundo dados do IPC Brasil, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (IBRE). E o consumidor já pode se preparar para outro aumento, de 9% a 10% no próximo mês, segundo as estimativas da Associação Brasileira das Revendedoras de Gás LP (Abragás).
Isso acontecerá porque setembro é a data base da categoria, e haverá aumentos salarias de todos empregados de distribuidoras e revendedoras, além de o setor repassar o custo operacional represado durante o ano, como combustíveis, pneus e manutenção de veículos, etc.
O presidente da Associação Brasileira das Revendedoras de Gás LP (Abragás), José Luiz Rocha, afirma que o peso no bolso do consumidor é causado pela nova política de preços da Petrobras:
– O aumento afeta as distribuidoras, que fazem o repasse para os revendedores, que reajustam o preço final. É um efeito em cascata.
O preço médio do botijão de gás em Alagoas varia de acordo com o município, mas pode chegar a R$ 60. O menor valor encontrado no estado é de R$ 45.

AlagoasWeb

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com