201609091107_421a4b51a7

Casos de violência contra professores não são denunciados por medo de represália

O recente caso de uma agressão sofrida por uma professora de Santa Catarina trouxe de volta à tona um assunto que, por muitas vezes, permanece sob silêncio. De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Alagoas (Sinteal), Maria Consuelo, em Alagoas os casos de violência praticada por alunos contra educadores são recorrentes, mas não são denunciados por medo de represálias. Nos bairros considerados mais violentos, os profissionais chegam a se negar a dar aulas.

Segundo Consuelo, os professores optam pelo silêncio porque, em muitos casos, os jovens agressores são ligados ao tráfico de drogas, o que os deixa com medo de sofrer represálias caso seja feita alguma denúncia. Ela lembrou um fato acontecido há pouco mais de três anos, onde uma professora flagrou a venda de entorpecentes em um colégio e foi ameaçada pelo aluno, mas com medo, pediu transferência para outra unidade escolar.

“Muitos optam por não denunciar justamente por medo de sofrer algo mais grave. Essa professora foi ameaçada de morte e por isso decidiu pedir transferência. Os riscos são muito grandes quando os profissionais trabalham em unidades que ficam em bairros com alto índice de vulnerabilidade”, contou.

Ainda segundo Consuelo, a violência no entorno das escolas é o principal motivo para o pedido de transferência. Ela citou que os bairros do Benedito Bentes, do Clima Bom e do Vergel do Lago são os que mais registram casos de professores que se negam a dar aula por conta da violência.

“São bairros conhecidos pela violência fora das unidades e eles temem ser assaltados no caminho para o trabalho. Infelizmente não temos esse controle e os casos que chegam ao nosso conhecimento são de forma informal”, disse.

Consuelo ainda informou que a Secretaria Municipal de Educação (Semed) mantém uma parceria com o Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc) e disponibiliza celulares e veículos para o reforço na segurança no entorno das escolas municipais.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com