df544c31-ae2f-459d-bfcc-16c0eaef3ee3

Meteorologista diz que apesar das chuvas, índices devem ficar dentro da normalidade

Depois de dois anos bastante atípicos, quando praticamente não houve período chuvoso, o inverno de 2017 está tendo chuvas acima do esperado, comentou o meteorologista Vinícius Pinho, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Segundo Pinho, em 2016 choveu cerca de 40% do que era esperado para o período chuvoso, e isso de deve à influência do El Niño, que inibiu a formação da maioria das frentes frias que atingiram o Brasil.

“Já esse ano, nós não tivemos influência alguma de El Niño e as condições do Oceano Atlântico estão bem mais favoráveis à formação de chuvas na costa Leste do Nordeste do Brasil, o que também contribuiu para a diminuição da temperatura”, comentou o meteorologista.

As fortes chuvas registradas a partir da segunda quinzena do mês de maio geraram muitos transtornos para os alagoanos. Em alguns pontos do litoral e zona da mata, choveu cerca de 700 a 800 mm no mês. “Esse volume de chuvas é provocado pelos sistemas de Leste, que se formam próximo à costa da África e se deslocam até a costa do Nordeste, intensificando-se ao chegar ao litoral alagoano”, comentou Vinícius.

Porém, apesar das chuvas destes últimos dois dias, o meteorologista afirmou que “neste mês os índices devem ficar dentro da normalidade, lembrando que ainda estamos no nosso período chuvoso e a média mensal deve ficar em torno de 240 mm/mês, mas a nossa expectativa para esse fim de período chuvoso é que elas fiquem dentro da normalidade”.

Reserva

Considerando que tivemos dois anos praticamente sem chuvas no inverno, o que agravou a seca em todo o Estado deixando rios e reservatórios secos, depois das chuvas deste período a situação do próximo verão deve ser diferente.

“Neste inverno os reservatórios estão cheios e os rios com vazões elevadas o que nos dá certa tranquilidade para o pós-quadra chuvosa e a certeza de que nesse verão teremos água, diferente dos últimos”, afirmou Vinícius.

A Semarh monitora os principais rios do Estado e também as Lagoas. Atualmente existem 27 pontos de monitoramento em tempo real, com informações de chuva, nível dos rios e vazão, comentou o meteorologista.

Previsão

Para hoje, dia 22, a previsão é de chuvas em pontos isolados nas regiões do Litoral, Baixo São Francisco, Zona da Mata e Agreste. No Sertão, há possibilidade de chuvas passageiras e momentos de tempo seco.

No domingo, 23, as chuvas permanecem nas regiões do Litoral, Zona da Mata, Baixo São Francisco e Agreste. No Sertão, chuva passageira e tempo seco.

Não há risco de transbordamento nas principais bacias hidrográficas do Estado, bem como nas lagoas. Porém a recomendação é para manter a atenção às áreas de risco, pois o solo encontra-se saturado e instável.

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com