Inscrições para o Circuito Penedo de Cinema encerram em um mês

Começou a contagem regressiva para inscrições de filmes nas mostras competitivas do Circuito Penedo de Cinema. Os proponentes, que podem ser diretores ou produtores executivos, têm até 23 de julho para inscreverem produções em curta-metragem por meio da plataforma Festhome ou por formulários digitais disponíveis no site do Circuito.

Os filmes, produzidos a partir de 2015, devem ter até 25 minutos de duração e podem ser inscritos nas três mostras que compõem o Circuito: 10º Festival do Cinema Brasileiro de Penedo, 7ª Festival de Cinema Universitário de Alagoas e 4ª Mostra Velho Chico de Cinema Ambiental.

Para a Mostra do 10º Festival do Cinema Brasileiro de Penedo não há nenhuma restrição a quem quiser inscrever os curtas-metragens. Na 4ª Mostra Velho Chico de Cinema Ambiental, serão aceitos curtas-metragens que tratem de questões relacionadas ao meio ambiente natural ou antrópico, ou seja, aquele modificado pela ação humana.

No caso do 7º Festival de Cinema Universitário de Alagoas, os filmes devem ter como diretores ou produtores estudantes matriculados e egressos, docentes e servidores técnico-administrativos de Instituições de Ensino Superior (IES) e Escolas Técnicas de Cinema e Audiovisual.

Os filmes inscritos têm a chance de concorrer a R$ 37 mil em prêmios, caso sejam selecionados para o evento. Durante a competição, as produções serão avaliadas pelos Júris Oficial e Popular – este responsável por conceder a quantia de R$ 3 mil à melhor produção da Mostra Velho Chico e os prêmios de R$ 5 mil aos melhores filmes dos festivais Brasileiro e Universitário.

O Júri Oficial concederá os valores de R$ 6 mil e R$ 8 mil aos vencedores da Mostra Ambiental e do Festival Universitário, respectivamente. Já o melhor filme do Festival Brasileiro receberá o maior prêmio, no valor de R$ 10 mil.

Realização

O evento, que ocorrerá entre 7 e 11 de novembro no município de Penedo (AL), é promovido pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) numa parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas (Secult), e pelo Instituto de Estudos Culturais, Políticos e Sociais do Homem Contemporâneo (IECPS), com patrocínio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF).

Fonte: Deriky Pereira/Ascom

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com