207c7e9d-f4ff-47fb-b154-66a4e3bdcf8a

Governo aprova compra de 130 ambulâncias e pagamento de aluguel social

Após reunião com representantes de diversos setores do Governo Estadual, foi aprovada a compra de 130 ambulâncias para serem distribuídas nos 102 municípios de Alagoas e também o pagamento de aluguel social a famílias do Vale do Reginaldo e também para as vítimas das enchentes que se encontram desabrigadas pelas fortes chuvas.

A reunião do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), ocorrida na segunda-feira (5), determinou que as ambulâncias sejam utilizadas para transporte dos alagoanos, assegurando a transferência segura, melhorando a qualidade de vida  dos beneficiários, além de garantir o acesso a direitos socioassistenciais.

Segundo a assessoria de Comunicação da pasta, o pagamento de aluguel social será destinado a famílias do Vale do Reginaldo que serão remanejadas durante a realização da obra “Projeto Integrado Vale do Reginaldo” e às famílias de baixa renda residentes em assentamentos precários, em áreas de risco, moradias insalubres e desabrigadas pelas fortes chuvas.

As solicitações, de autoria das secretarias de Estado da Saúde (Sesau) e Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) obtiveram parecer favorável do secretario da Seades, Fernando Pereira.

“O conselho entendeu a necessidade dessas aquisições para a ampliação de direitos socioassistenciais básicos a vida de qualquer cidadão. Com a aquisição das ambulâncias e o pagamento do aluguel social, o Estado  vai garantir a saúde e uma melhor qualidade de vida à população que vive abaixo da linha da pobreza ”, disse o secretário.

Estiveram presentes na reunião os secretários de Estado, Fábio Farias, Christian Teixeira, Álvaro Vasconcelos, Fernando Pereira, os deputados Galba Novaes e Jó Pereira, representante da Pastoral da Criança no Estado de Alagoas, Suely Aparecida e  a secretária Executiva do Cipis, Isabelle Ramalho.

FECOEP

O Fecoep teve sua criação em 2005 e visa incluir socialmente todos os alagoanos que estão abaixo da linha da pobreza. Metade dos projetos aprovados trata de propostas de inclusão produtiva, saindo do cunho meramente assistencialista para investir em ações estruturantes de combate à pobreza.

*Com assessoria

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com