DSC_4528

Secretária de Educação vai à Câmara de Penedo e responde críticas de vereadores

Cintya Alves foi convocada pelo vereador Antônio Nelson

Nesta sessão de quinta-feira, 11 de maio, foi a vez da chefe da pasta da Educação, se apresentar para os vereadores e também receber e responder a algumas críticas feitas pelos parlamentares.

Cintya Alves iniciou sua fala explanando sobre ações realizadas por ela e sua equipe desde que assumiu a Secretaria de Educação, no início deste ano. Falou da construção de uma proposta de nivelamento de aprendizagem, onde a proposta é elevar ainda mais o IDEB do município de Penedo, criando uma premiação para escola que ultrapassar a meta. Ressaltou também a renovação de convênios da IFAL com UFAL, para capacitação de professores, adesão da proposta da construção Quilombola e também citou a reativação da horta escolar.

Após breve esclarecimentos, o Presidente da Câmara, Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior (Júnior do Tó), concedeu a palavra para o vereador Nelsinho, já que o mesmo foi o autor da convocação da secretária à Câmara. Nelsinho teve 15 minutos disponíveis para indagar alguns assuntos pertinentes a pasta.

Primeiramente o vereador pelo PSDC questionou como foi que a secretária avaliou a estrutura encontrada por ela na Educação. Cintya Alves afirmou que encontrou algumas escolas com problemas estruturais, precisando de reformas, onde a mesma explicou que trouxe um engenheiro para realizar avaliações estruturais em todas as escolas, inclusive com algumas já planilhadas e com projetos.

Nelsinho também fez duras críticas quanto as condições da Escola Ruth Mendonça (CAIC) que está abrigando provisoriamente alunos da Escola Douglas Apratto Tenório. O vereador mostrou em fotos como estavam péssimas as condições para os alunos.

O vereador Edivaldo Santos do PHS, também indagou a secretária e fez um pedido para que a reforma da Escola Douglas Apratto Tenório não fique apenas no papel, que ela seja concluída e que os alunos do bairro Santo Antônio retornem para uma unidade de ensino próximo as suas residências.

Já o vereador João Lucas (PRTB), pediu para que a secretária, antes de tudo, se apresentasse aos penedenses, pois o mesmo gostaria de saber sua qualidade técnica para assumir tal cargo, além de saber como foi feito o convite para assumir a chefia da Educação. Cintya Alves respondeu que é Engenheira Civil de formação, especialista de Segurança no Trabalho e também dava aula no IFAL em Viçosa-AL. Sobre o convite em assumir a pasta, a mesma alegou que foi convidada pelo prefeito Marcius Beltrão que lhe deu a oportunidade de fazer uma boa gestão. João Lucas afirmou que diante da fala da secretária no decorrer de sua apresentação, achou a mesma despreparada para o cargo e até ficou surpreso por ela ter ido até à Câmara de Vereadores. O vereador também alegou que visitou algumas escolas e que na escola Santa Luzia constatou que de todas as salas só tem um ar condicionado funcionando e só estava funcionando porque um pai de aluno consertou.

Após um breve intervalo, o vereador Fagner Matias (PDT), também fez algumas indagações. Segundo o parlamentar, ha muitos anos a Educação de Penedo não teve uma atenção devida por parte de vários gestores. Fagner ressaltou a importância de ter gestores na pasta,  onde destacou três pilares: Gestores, Funcionários em Condições e os Pais dos alunos, citando a comunidade em si. O vereador ressaltou que precisa de ações concretas para que haja uma mudança significativa na Educação de Penedo, e ainda frisou que a responsabilidade é de todos os servidores da pasta.

O Vereador Rogério dos Peixotos também fez uso da sua fala. O edil afirmou que ao ver um certo despreparo por parte da secretária, decidiu em não fazer mais indagações e mostrou apenas descontentamento pela gestão atual, pois quando secretários participam de uma sessão da Câmara, passam dados fantasiosos enquanto a realidade é totalmente diferente. Rogério pediu mais transparência, mesmo sabendo das dificuldades que é administrar uma pasta tão importante como essa.

Valdinho Monteiro, do PSDB, questionou também Cintya Alves. Ele a indagou sobre sua autonomia na Educação. A Secretária foi enfática ao falar que tinha total liberdade para gerir a Educação Municipal. Valdinho então perguntou se a secretária teria conhecimento de quais escolas tinham problemas em suas estruturas e a mesma citou algumas. O parlamentar também perguntou se Cintya Alves, que é engenheira, estava na pasta certa para gerir a educação, já que ela própria não tinha experiência alguma para tal função. Ela retrucou e disse que estava no lugar correto e faria uma boa gerência.

O vereador Roberto da Farmácia, também fazendo uso da fala, fez uma proposta para que a secretária tivesse mais um tempo para se apresentar na Casa. Ele propôs um período de um ano para que a mesma retornasse até a Câmara e mostrasse seu trabalho à frente da Educação, pois concordando com seu colega que lhe antecedeu, achou que o momento não seria tão propício diante das explanações já feitas.

Quem também participou ativamente foi o vereador José Carlos Vicente dos Santos, popularmente conhecido como Macaxeira Enfermeiro. O edil comentou que “jogar pedra é muito fácil”, mas fazer educação no município como Penedo é uma coisa bastante complexa. Macaxeira citou o trabalho de seu irmão, Ronaldo Vicente, enquanto foi Secretário de Educação. Ele frisou que seu familiar fez um bom trabalho à frente da pasta, e só não foi ótimo devido a não ter ‘carta branca’ para gerir. Macaxeira espera que a secretária dê condições para que a mesma faça o que acredita ser bom para a cidade. Sobre a Escola Douglas Apratto Tenório, Macaxeira afirmou que as pessoas devem ter mais responsabilidade ao tecer críticas sobre o assunto, mas que tem que cobrar da gestão para que a Educação seja priorizada.

O vereador Marcelo Pereira (PMN) entrou na discussão parlamentar e parabenizou o Vereador Roberto da Farmácia, pois no entendimento dele não é fácil pegar uma secretaria como a Educação e num simples passe de mágica melhorar de forma significativa. Marcelo também parabenizou a secretária por ter a coragem de tirar os alunos da escola Douglas Apratto antes que algo de pior acontecesse. Ele finalizou pedindo desculpas em nome dos vereadores, caso algum foi mais rude e constrangeu a secretária, mas ressaltou que o papel do vereador é esse, fiscalizar e cobrar.

Vereador Ernande Pinheiro (PR), tentou apaziguar a sessão em sua fala. Ele explanou que na Câmara não existe situação e nem oposição, todos os vereadores querem o bem da cidade e estão trabalhando para isto. Ernande deixou bem claro que Educação é prioridade e que, mesmo fiscalizando, também dá crédito para que a secretária possa empenhar um bom papel à frente da secretaria.

Finalizando as falas, o Vereador Josué Marques, mais conhecido como Bili Marques (PMDB), foi em defesa da apresentação da secretária Cintya Alves. Ele alegou que as vezes uma pessoa quando não se expressa como deve, não quer dizer que a mesma não tenha capacidade para administrar tal cargo, as vezes são razões emotivas. Sobre a indicação para a secretaria, Bili Marques afirmou que quem fez a indicação foi Marcelo Beltrão, que foi o Secretário que teve maior índice no IDEB quando assumiu a pasta no município de Coruripe e depois como prefeito de Jequiá da Praia foi o melhor IDEB do estado nos municípios. Bili citou uma passagem bíblica para mostrar a situação da secretária e mostrou acreditar que sem dúvida alguma Cintya Alves se capacitará ainda mais e trará bons resultados para a Educação em Penedo.

 

 

Fonte: Câmara Municipal de Penedo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com