89318_ext_arquivo

SAAE flagra reincidência de furto de água na zona rural de Penedo

Uma plantação de maracujá se destaca em meio ao cenário de escassez hídrica. Como explicar a vitalidade no cultivo da fruta, realizado dentro de propriedade particular situada no povoado Marizeiro, Zona Rural de Penedo, enquanto tudo ao redor está seco?

A diferença é causada pelo furto de água da rede distribuída pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), desvio detectado na mesma propriedade por duas vezes somente este ano, conforme apurou o Jornal de Arapiraca na autarquia municipal. Recorrente, a irregularidade desvia, para irrigação de plantações, água que deveria atender consumo humano, causando transtorno aos moradores dos povoados Marizeiro e Itaporanga.

“O sistema do Marizeiro tem capacidade diária de 40 mil litros, volume das duas caixas d’água que enchemos diariamente. O desvio na rede leva 32 mil litros, é muita água que deixa de chegar nas casas para ser usada na irrigação de maracujá, graviola e capim”, explica Caio Gonçalves, servidor efetivo do SAAE Penedo que responde pelo Núcleo de Planejamento e Relações Públicas da autarquia.

Nas imagens passadas ao Jornal de Arapiraca pelo SAAE, outra constatação absurda. Para reter o líquido desviado da rede, o ‘dono do gato’ instalou uma cisterna do Programa “Água Para Todos”. O equipamento não pode ser comercializado e deveria estar instalado em alguma casa de família de baixa renda para captar água das chuvas, bem diferente da finalidade registrada durante a fiscalização na propriedade rural.

Motivada por denúncias e reclamações por falta de água, a visita do pessoal do SAAE Penedo que resultou no flagrante acabou com o desvio, mas a situação registrada no final de janeiro voltou a ocorrer, conforme novo flagrante realizado na segunda-feira (24), por servidores da autarquia.

O Núcleo de Planejamento e Relações Públicas informou ao Jornal de Arapiraca que a reincidência de ‘gato na água” na fazenda será alvo de denúncia formalizada na justiça. Outra informação exclusiva obtida pela reportagem atesta o fim do poço que abastecia as comunidades já prejudicadas pelo furto na rede.

Exaurido pela captação acima de sua capacidade de renovação, escassez agravada pela seca que atinge todo o semiárido do Nordeste brasileiro, a fonte secou. “A solução é perfurar em outro local e reaproveitar os equipamentos do sistema que não tem mais como ser utilizado”, informou Caio Gonçalves.

equipamentos defasados

Além dos furtos e desvios de água, o SAAE Penedo perde receita por deficiência própria. O setor que captou mais de 417 mil litros de água do Rio São Francisco no mês de janeiro, somente a partir da estação situada na Rocheira – um dos cartões postais de Penedo -, tem uma defasagem de aproximadamente quatro mil hidrômetros.

Também há casos onde o equipamento que mede o consumo mensal existe nas residências, mas o município não arrecada, como ocorre no Vale do São Francisco. Os mutuários do conjunto erguido através do programa Minha Casa, Minha Vida não pagam o que consomem porque a construtora não entregou o sistema de abastecimento com água de qualidade, conforme prevê a legislação.

Para não deixar as pessoas sem água, o SAAE Penedo assumiu a missão de abastecer as casas do Vale do São Francisco. Por outro lado, as despesas só aumentam, do custo com energia elétrica à manutenção de equipamentos (em sua maioria com vida útil ultrapassada) e compra de insumos como cloro, flúor ou sulfato de alumínio.

Além de assegurar o abastecimento humano, prioridade número um para o uso da água, o SAAE tenta inibir a prática do furto de água.

“Este problema não é tão fácil de ser detectado, ao contrário dos casos relacionados à energia elétrica. Então nós seguimos critérios reconhecidos como válidos, como a estimativa de uso médio de 120 litros por cada pessoa em um dia. Fazemos esse cálculo com base na quantidade de habitantes por imóvel, aí temos um parâmetro”, explica o presidente interino do SAAE Penedo, o advogado e procurador geral do município Francisco Sousa Guerra.

arapiracanews

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com