c46c6643-5ba4-4dba-80b4-46420ba5c566

PSDB começa a pensar em Rui Palmeira, caso Teotônio Vilela não seja candidato ao Senado

O PSDB de Alagoas começa a planejar um plano B, caso não seja possível, por algum motivo, registrar a candidatura do ex-senador e ex-governador Teotônio Vilela Filho, virtual concorrente a uma das três vagas para o Senado, em 2018.

Entre os motivos que podem impedir sua candidatura estão os problemas junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre o exercício financeiro de 2010 e 2011, quando ele era governador. Recentemente, o Ministério Público de Contas ingressou com um recurso contra a decisão do TCE que emitiu um parecer prévio pela aprovação (com ressalvas) das contas do ex-gestor. Já outra fonte relata que Téo não estaria com condições boas de saúde.

Carta na manga

Entre idas e vindas, representações e pareceres, condenações e/ou absolvições ou mesmo problemas de saúde, o partido já começa a pensar numa outra possibilidade quando o assunto é definir um candidato ao Senado para o pleito do ano que vem.

Por enquanto ninguém da cúpula do PSDB alagoano quer falar oficialmente sobre o assunto, mas nossas fontes indicam que se Téo Vilela não for mesmo o candidato ao Senado, a segunda opção seria o atual prefeito de Maceió, Rui Palmeira. A questão é que Rui também é cotado, desde sua reeleição em 2016, como virtual candidato ao governo do Estado.

Pelo menos o partido pode contar com outros nomes de destaque como o deputado federal Pedro Vilela, o deputado estadual Rodrigo Cunha e o prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo, nessa ordem.

cadaminuto.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com