201705021002_842e0276b8.39

Município aporta até R$ 5 mi por mês para fechar contas da Previdência

O prefeito Rui Palmeira (PSDB) informou à imprensa, na manhã desta terça-feira (2), durante vistoria de uma obra em Bebedouro, que o Município é obrigado a aportar, mensalmente, um montante financeiro de R$ 3,5 milhões a R$ 5 milhões para fechar as contas da Previdência. Com esta necessidade, o gestor enxerga uma urgência na reforma Previdenciária.

Em sua avaliação, Rui comentou não poder emitir um juízo sobre as Reformas Trabalhista e Previdenciária, propostas pelo governo federal, porque não leu o teor do projeto; porém, o gestor disse enxergar claramente uma necessidade de alteração no modelo vigente.

“A Prefeitura tem que aportar, todo mês, um valor que vai de R$ 3,5 milhões para R$ 5 milhões, com o objetivo de fechar as contas da Previdência. Este dinheiro deveria ser destinado a várias áreas, inclusive, as essenciais. Não sei se o modelo que está sendo colocado é o melhor para os servidores. Em breve, estarei enviando à Câmara medidas para o equilíbrio financeiro da Previdência”, disse Palmeira.

RECURSOS FEDERAIS

Na ocasião, o prefeito lamentou que o governo federal está em débito com o Município, desde o ano de 2013, em relação a recursos financeiros para diversas áreas. Questionado sobre o valor do montante, o prefeito disse não ter conhecimento.

“Não sei de quanto seria esta quantia, mas aguardamos, há quatro anos, uma posição do governo federal quanto aos recursos que seriam enviados ao Município, para investimento em várias áreas”, informou Rui Palmeira.

Prefeito e sua equipe vistoriam obras na Rua Marquês de Abrantes

FOTO: Jobison Barros

 

OBRA

Rui Palmeira e sua equipe vistoriaram as obras de drenagem e pavimentação na Rua Marquês de Abrantes, no bairro de Bebedouro. Os serviços são executados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra). O diferencial das obras é que o material que será utilizado na pavimentação é oriundo de reaproveitamento de resíduos da construção civil e asfalto reaproveitado de um serviço na Avenida Fernandes Lima.

“Gastaríamos cerca de R$ 600 mil, passando a gastar só R$ 400 mil. Uma obra que vai gerar economia e qualidade de vida para a comunidade do entorno. Os trabalhos começaram na semana passada e seguem até o início da próxima semana. Ao todo, é um quilômetro e duzentos metros de extensão”, comentou o prefeito.

gazetaweb.globo.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com