0a48fccf-272d-42bf-89e8-937402da6fd9

Renan se irrita com “prestígio” de Cunha no governo Temer

O senador Renan Calheiros (PMDB) soltou o verbo. Em entrevista à imprensa, ele disse que, mesmo cassado e preso, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) atua no governo de Michel Temer. Insinuou ainda que o presidente da República está sendo chantageado por Cunha.

O líder do PMDB no Senado apontou o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, como “porta-voz” de Eduardo Cunha no Palácio do Planalto. Marun visitou o ex-deputado na prisão.

Demonstrando irritação com as nomeações para o Ministério da Justiça, liderança do governo no Congresso e na Câmara, Calheiros disse que o governo tem sido alvo de disputa entre o PSDB e o grupo de Eduardo Cunha.

Segundo o portal Política Real, Renan declarou que “nessa disputa entre o PSDB e o PMDB do Eduardo Cunha pelo comando do governo, nós somos radicalmente a favor do PSDB”.

Para o senador, Cunha agora trabalha para emplacar o amigo Gustavo Rocha para o comando do Gabinete Civil, no lugar do ministro Eliseu Padilha, que está de licença médica.

Ainda de acordo com o portal Política Real, Renan disse que irá sugerir ao ministro Eliseu Padilha que “volte imediatamente”, antes que Eduardo Cunha coloque um aliado em seu lugar.

Em entrevista ao jornal O Globo, Marun respondeu ao senador alagoano: “O senador está vendo fantasmas. Eu fui visitar Eduardo Cunha, realmente, numa visita solidária, porque eu posso entrar num presídio e sair, coisa que outras pessoas talvez não consigam fazer. Eu não tenho medo de cara feia. Se ele é tão apaixonado pelo PSDB, ele que vá para o PSDB ver se aceitam ele lá”.

cadaminuto.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com