Após perder quatro patrocinadores, o Boa Esporte pode ser obrigado a mudar de cidade depois que contratou o goleiro Bruno.

Segundo informações do Globoesporte, a equipe de Varginha, em Minas Gerais, foi notificada pela prefeitura da cidade de que o departamento jurídico estava analisando se o apoio ao clube seria mantido ou não.

Em resposta, o presidente do Boa, Rone Moraes, se manifestou dizendo que pode tomar outros rumos, caso a ideia se concretize. Moraes ainda garantiu que o clube não sairá no prejuízo, mesmo depois de perder patrocinadores e fornecedor de material esportivo.

Bruno, ex-jogador do Flamengo, foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pelo assassinato de Eliza Samudio. O goleiro aguarda o julgamento em segunda instância em liberdade.