Senador Renan Calheiros e ex-governador de Alagoas Teotonio Vilela Filho - Foto Jose Cruz-ABr

TÉO VILELA VÊ ‘DELÍRIO PRECOCE’ EM TESE DE ALIANÇA COM RENAN

“Novamente isso? Me poupe!”, é a resposta comum do ex-governador de Alagoas,Teotonio Vilela Filho (PSDB), dada aos curiosos que lhe perguntam se procedem os boatos de que estaria articulando aliança com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), com o objetivo de repetir a histórica dobradinha que os conduziu ao senado por duas vezes consecutivas, em 1994 e 2002, ao Senado da República.

Líder em recente pesquisa de consumo interno feita em 30 municípios do Sertão, três posições à frente do ex-presidente do Senado, Teotonio Vilela tem dito a amigos próximos que não passa de “delírios ao vento”, a tese da costura de um “acordão” com Renan Calheiros. O boato envolve também o prefeito de Maceió Rui Palmeira (PSDB), que já negou negociação sobre apoio à reeleição de seus rivais do PMDB, o senador Renan e o governador Renan Filho.

A quase um ano do período de definição de alianças, Téo Vilela tem dito ainda não saber se será candidato. A situação do ex-presidente nacional do PSDB é nitidamente diferente da realidade de Renan Calheiros, que já se esforça para reconstruir sua imagem desgastada pelos recentes escândalos, buscando uma exposição midiática rara nos meios de comunicação de Alagoas e nas redes sociais.

Nem assim, o ex-senador tucano demonstra ansiedade de aparecer e vai logo encurtando a conversa, dizendo que, se for candidato, só vai aparecer em 2018. “Só vou tratar de eleições em 2018, se tratar… O que tem sido dito é tudo invenção. É e falta de assunto. Delírios ao vento”, reagiu Teotonio Vilela Filho, ao ser abordado por uma fonte do Diário do Poder.

Diário do Poder

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com