fenomenos-350x622

Supostos “fenômenos paranormais” intrigam moradores de Cajueiro

Uma casa simples, localizada no município de Cajueiro (AL), virou o centro das atenções desde que foram registrados supostos fenômenos paranormais. Os proprietários da residência tiveram que deixar o imóvel porque não aguentaram presenciar pratos e copos sendo arremessados ao chão, mesa arrastada, barulhos estranhos e até marcas de mãos sujas de sangue nas paredes.

Rapidamente a notícia de que a havia uma casa “mal assombrada” se espalhou pela região. Nesta quarta-feira, havia tantos curiosos tentando entrar no imóvel que a polícia precisou intervir para manter a ordem no local.

Em entrevista à imprensa, a proprietária do imóvel, identificada como Rosângela, contou que estava tão assustada que retirou seus pertences e foi morar na casa da mãe. O irmão dela entrou na casa para acender uma vela e quando deu as costas, foi surpreendido com o prato sendo jogado no chão. “Quando ele se virou, alguém puxou a toalha da mesa e jogou o prato com a vela no chão” disse.

Hoje pela manhã, um padre e um pastor evangélico estiveram na residência para fazer orações. No entanto, os supostos fenômenos não cessaram. Em contato com moradores da cidade, o Alagoas24horas foi informado que o clima continua tenso. Ainda há muitos que duvidam desse tipo de fenômeno, mas boa parte da cidade está convencida de que se trata de “uma comunicação do além”.

A moradora mais antiga da rua disse, em entrevista a uma emissora de TV local, que os antigos moradores da residência eram pessoas muito religiosas e, quando vivos, não faziam mal a ninguém. O que a moradora estava tentando justificar era o fato de muita gente estar atribuindo aos antigos donos da casa essas ocorrências.

Enquanto o mistério da casa “mal assombrada” não é esclarecido, o local segue fechado.

alagoas24horas

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com