b505a86b5fc071bb143535ae62165c8d_L

SSP, MP E FAF definem medidas de segurança para clássicos do Campeonato Alagoano de Futebol

 

Texto de Gildo Júnior

O secretário de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), Lima Júnior, reuniu representantes da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), Ministério Público Estadual (MPE/AL) e Federação Alagoana de Futebol (FAF), na manhã desta terça-feira (7), para discutir a segurança dos torcedores e em torno dos estádios durante os jogos do Campeonato Alagoano de Futebol de 2017.

 

Os órgãos definiram, de forma conjunta, que os jogos entre o CSA (Centro Sportivo Alagoano) e o CRB (Clube de Regatas Brasil) serão realizados em estádios do interior com a presença de apenas uma das torcidas, tendo como critério de escolha o mando de campo no dia da disputa.

 

Também ficou acertada a intensificação do policiamento na orla da capital durante o domingo, onde há registro de atos de violência praticados pelas torcidas organizadas dos times.

 

“Os atos de rivalidade que envergonham Alagoas e o futebol não são protagonizados pelos torcedores, mas por bandidos disfarçados, que usam o título de torcedor para prejudicar a sociedade, e isso nós não vamos permitir”, garantiu o secretário Lima Júnior.

 

Os clássicos serão realizados no interior, segundo os gestores, porque os clubes CSA e CRB estão proibidos de disputarem juntos no Estádio Rei Pelé, em Maceió, em virtude de confrontos entre as torcidas na final do último campeonato.

 

A proibição foi determinada pelo Tribunal de Justiça Desportiva, que estabeleceu ainda como punição cinco mandos de campo para o CSA e quatro para o CRB. Com isso, a disputa entre os clássicos, agora no dia 19, tem início com a presença apenas da torcida do CSA.

 

“A medida fortalecerá a tranquilidade nos estádios. Além disso, a restrição [torcida única] também foi adotada em virtude de o espaço físico das arenas da região interiorana ser menor e não conseguir comportar as duas torcidas. Decidimos dessa forma por uma questão de segurança, bom senso e responsabilidade com a sociedade alagoana”, justificou o chefe da SSP.

 

A titular da Promotoria do Torcedor, promotora Sandra Malta, destacou a importância da integração entre as instituições para conter, de forma mais eficiente, a violência nos eventos esportivos. “Estamos todos imbuídos para proteger a sociedade alagoana, e essa união de forças é indispensável”, observou Malta.

 

O presidente da Federação Alagoana de Futebol (FAF), Felipe Feijó, reafirmou a observação da promotora. “Essa integração é importante, pois todas as instituições estão envolvidas na execução dos jogos e precisam trabalhar em conjunto para reduzir a violência nos eventos”, disse.

 

A secretária de Políticas da SSP, Luci Mônica, o comandante do Policiamento da Capital (CPC), tenente-coronel Neyvaldo Amorim, e o subcomandante do CPC, tenente-coronel Cícero Silva, também participaram da reunião.

 

Mais segurança

 

O planejamento operacional para jogos de futebol não se restringe ao policiamento nos estádios, mas, também, ao entorno e a outros pontos estratégicos.

 

Para evitar atos de violência e vandalismo, a Segurança Pública tem realizado operações policiais, aos domingos, na orla de Maceió, especificamente na ‘Rua Fechada’ e próximo ao Alagoinhas. Já nos dias de clássico, o reforço é estendido aos corredores de ônibus, onde também ocorre rivalidade entre as torcidas organizadas.

genciaalagoas.al.gov

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com