faa46931-75a8-4647-b0a2-1f2b607e9f90

Policiais civis e federais pressionam deputados contra a reforma da Previdência

A quarta-feira (08) está sendo movimentada em todo o Brasil com protestos da Polícia Civil, Federal e Rodoviária Federal contra a reforma da previdência. Em alagoas, os agentes de segurança pressionam os deputados federais para votarem contra o projeto.

De acordo com o diretor jurídico do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), Ricardo Nazário, a paralisação tenta sensibilizar os parlamentares alagoanos. “Estamos aderindo ao movimento nacional durante 24 horas, paralisando todos os serviços e esperamos que os nossos representantes entendam o nosso pleito”, afirmou.

O sindicalista ainda detalhou que se a reforma for aprovada, os policiais irão perder anos de conquistas. “Essa reforma tira os nossos direitos. Nós temos aposentadoria especial, com 30 anos de serviço. Em caso de aprovação, passaria para 45 anos de contribuição. Pensão por morte não seria integral, além de outros benefícios”, explicou.

A Polícia Federal também realiza o seu manifesto. Segundo o diretor do Sindicato dos Policiais Federais de Alagoas (Sinpofal), Jorge Venerando, contatos estão sendo feitos com a base nacional, como forma de pressionar os deputados.

“Caravanas de todo o Brasil estão em Brasília para marcar presença, lutar pelos nossos direitos e pressionar os deputados. Mesmo a distância, estaremos atentos sobre a situação lá e posteriormente vamos decidir o que fazer”, disse.

As caravanas de policiais Civis, Federais e Rodoviários Federais estão se concentrando na capital federal e às 13h30 farão uma reunião com deputados, para buscar alternativas de mudanças nesta reforma da previdência.

Nesta quinta-feira, os deputados se reúnem para que sejam formadas as comissões das reformas trabalhista e previdenciária.

cadaminuto.

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com