thumbnail_Projetos públicos de irrigação mantidos pela Codevasf no Baixo São Francisco movimetam economia da região

Codevasf e Mapa visitam projetos irrigados e anunciam retomada da Ater

Irrigantes familiares dos projetos públicos de irrigação do Baixo São Francisco serão beneficiados, ainda no primeiro semestre deste ano, com a retomada dos serviços de assistência técnica e extensão rural – fundamental para o aprimoramento e a eficiência de suas produções. O anúncio foi feito pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) durante visitas técnicas de campo em Sergipe e em Alagoas das quais participaram o diretor da Área de Irrigação da Codevasf, Napoleão Casado, o diretor do Departamento de Desenvolvimento das Cadeias Produtivas e da Produção Sustentável do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Pedro Alves, os superintendentes regionais nos dois estados e técnicos da Codevasf.
O termo de cooperação que viabilizará a oferta do serviço será firmado entre Codevasf e Mapa ainda neste primeiro semestre. Os recursos federais previstos são de R$ 4 milhões, a serem repassados pelo Mapa para que a Codevasf preste assistência técnica e extensão rural aos produtores. Em Sergipe, serão beneficiados os irrigantes dos projetos Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume; em Alagoas, a retomada dos serviços vai atender os agricultores do Boacica, em Igreja Nova, e do Itiúba, em Porto Real do Colégio.
Reunião com irrigantes
Durante as visitas técnicas nos dois estados, a comitiva se reuniu com representantes dos distritos de irrigação para verificar as demandas dos produtores da região e explicar os detalhes da parceria entre os órgãos federais. Também houve visita a alguns lotes dos projetos. Em Sergipe, foi feita a entrega simbólica de um canal de irrigação do projeto Propriá que teve trabalho de reabilitação recentemente concluído pela Codevasf.
O diretor da Área de Irrigação, Napoleão Casado, afirmou que a parceria atende a uma necessidade dos irrigantes. “Os produtores de nossos perímetros de irrigação têm solicitado a retomada da assistência técnica. Por orientação da presidente Kênia Marcelino fomos em busca de parcerias e, através de um acordo de cooperação com o Mapa, cuja construção teve absoluto apoio do ministro Blairo Maggi, nós vamos retomar essas atividades”, declarou o diretor.
O diretor do Departamento de Desenvolvimento das Cadeias Produtivas e da Produção Sustentável do Ministério da Agricultura, Pedro Alves, explicou que o objetivo da visita técnica foi conhecer de perto a realidade dos projetos de irrigação no estado. “É esse entendimento que vai permitir que a nossa parceria com a Codevasf avance com solidez e com a abrangência que ela precisa necessariamente ter”, disse Pedro Alves.
“É de fundamental importância a assistência técnica. É uma ação, junto com a reabilitação da infraestrutura de uso comum, que contribui para o sucesso da produção. Foi bastante proveitosa e oportuna a visita”, afirmou o superintendente regional da Codevasf em Sergipe, César Mandarino. Os produtores ficaram satisfeitos com o anúncio.
“Precisamos muito desse apoio. As orientações da assistência técnica são importantes. Precisamos avançar no uso de tecnologias e também na parte de comercialização”, declarou o produtor Cláudio Leão, do projeto sergipano Cotinguiba/Pindoba.
“Acredito que um novo modelo de Ater está vindo, um modelo focado no desenvolvimento. Que venha para nos ajudar no pequeno e agronegócio do empreendedor familiar”, espera Roberto Moura, Coordenador do Conselho de Administração do Distrito de Irrigação do Perímetro Boacica, organização que reúne os agricultores irrigantes do projeto alagoano.
Piscicultura
O apoio à produção dos projetos de irrigação, de acordo com Napoleão Casado, também irá contemplar as atividades aquícolas, a exemplo da piscicultura, atividade que vem se intensificando nos lotes dos projetos alagoanos Boacica e Itiúba. Por isso, a equipe também visitou o Centro Integrado de Aquicultura e Recursos Pesqueiros de Itiúba, unidade tecnológica e científica da Codevasf localizada no município de Porto Real do Colégio, dentro do projeto de irrigação Itiúba.
Para o superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Antônio Nélson de Azevedo, a parceria será fundamental para que avance o processo de modernização dos projetos públicos irrigados da Companhia. “Vamos aliar o acúmulo de conhecimento da Codevasf em agricultura irrigada às políticas e programas do Ministério da Agricultura, e isso resultará em um salto de produção e produtividade para os agricultores familiares”, aponta.
Participaram também das visitas técnicas a gerente de Apoio à Produção da Codevasf, Andréa Rachel Souza; o coordenador geral de Produção Sustentável do Ministério da Agricultura, Mychel Ferraz; o superintendente federal do Mapa em Alagoas, Alair Correia; o diretor de Pesca do Mapa em Alagoas, Mário Broad; o chefe do Escritório de Apoio Técnico de Propriá (SE), Newton Humberto; o gerente substituto da Gerência Regional de Revitalização das Bacias Hidrográficas da Codevasf em Alagoas, Pedro Melo; o chefe do Ceraqua São Francisco (AL), Paulo Pantoja; e o senador alagoano Benedito de Lira. Compuseram ainda a comitiva representantes da Codevasf nos distritos de irrigação, gerentes dos distritos, irrigantes e técnicos da Companhia.
Boas práticas
O objetivo geral dos serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater) é capacitar os produtores e suas organizações para o planejamento da produção e gerenciamento do lote; conscientizar e orientar os produtores para a aplicação dos princípios das boas práticas agrícolas. Além disso, possibilita a apropriação pelos produtores de tecnologias que permitam o aumento da produtividade, agregação de valor à produção e competitividade.
As ações visam também educar os produtores para o uso racional dos recursos de água e solo, com o correto manejo da irrigação parcelar e estimular a organização dos produtores para o empreendedorismo e a agricultura familiar em moldes sustentáveis.
Como parte da metodologia de trabalho, as equipes de Ater procuram discutir com os produtores os principais problemas e estabelecer um plano estratégico de ações, indicando as soluções e envolvendo, de forma participativa e comprometida, as organizações e instituições públicas e privadas que atuam nos projetos.
Ouça no Soundcloud depoimentos citados na matéria:
https://soundcloud.com/codevasf/sets/parceria-entre-mapa-e-codevasf-atende-projetos-de-irrigacao-em-alagoas

Mais informações: www.codevasf.gov.br

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com