Sargento-Luciano

Sargento PM é morto a tiros em Passo de Camaragibe

Atualização às 19h32

O primeiro sargento Hélio Luciano dos Santos, 49 anos, lotado no 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), foi morto a tiros na tarde desta sexta-feira (27) na Vila Manguinhos, em Passo de Camaragibe, Litoral Norte de Alagoas.

“A informação é de que ele foi assassinado, mas ainda não sabemos as circunstâncias. Enviamos o oficial de dia e nossas equipes para o local”, afirmou o comandante do 6º BPM, tenente-coronel Francisco de Oliveira.

Informações iniciais apontam que o sargento estava de folga, em um bar, quando dois criminosos, ainda não identificados, se aproximaram e efetuaram os disparos de arma de fogo. A dupla fugiu em seguida. “Dizem que já chegaram atirando”, revelou um colega de farda.

Outra versão aponta que os criminosos se aproximaram da vítima e anunciaram o assalto, mas quando descobriram que se tratava de um policial militar, o mataram.

Hélio Luciano dos Santos ingressou na Polícia Militar de Alagoas (PM/AL) em 3 de fevereiro de 1989. Atualmente destacava no Grupamento de Passo de Camaragibe, onde atuava no Fórum de Justiça da cidade. Ele residia no povoado Marceneiro, neste município. Todas as unidades do 6º BPM estão mobilizadas à procura dos criminosos.

Nota

Por meio de nota, a Polícia Militar de Alagoas lamentou, “com profundo pesar”, o homicídio do sargento Hélio Luciano dos Santos, ocorrido na tarde desta sexta-feira (27) na Vila Manguinhos, em Passo de Camaragibe, Litoral Norte de Alagoas.

“As circunstâncias que levaram a morte do militar, vítima de disparos de arma de fogo, serão investigadas”, diz a nota.

“O policial militar tinha 49 anos de idade e há 27 anos e 11 meses defendia a sociedade alagoana. O sargento estava lotado no 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), com sede em Maragogi. O serviço de inteligência da corporação e militares da região desde a hora do fato realizam diligências para identificação e captura dos possíveis criminosos. A corporação se coloca à disposição da família para o que se fizer necessário”.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com