201701141910_d68da7e2a8

Bernardinho aprova Renan, mas diz: “O nome natural não era o dele

Bernardinho anunciou, nesta semana, a saída do comando técnico da seleção brasileira masculina. O substituto é o amigo, ex-jogador e também ex-dirigente Renan Dal Zotto. Mas já existia, pela parte do atual treinador do Rio de Janeiro na Superliga feminina, a preparação de um outro nome para o cargo: o auxiliar Rubinho, que até mesmo em alguns momentos chegou a treinar a equipe brasileira em competições secundárias.

O primeiro contato de Bernardinho com a torcida depois do anúncio foi na última sexta-feira, quando o Rio de Janeiro venceu, por 3 sets a 0,  o Valinhos, no interior da São Paulo. Após o jogo, o treinador ressaltou que já preparava o auxiliar Rubinho para ocupar o lugar na Seleção, mas a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) escolheu Renan para o cargo.

– Eu acho ele (Renan) um grande técnico, cara genial, inteligente e carismático. O nome natural não era o dele, porque eu preparei um sucessor, um cara espetacular. Criei uma expectativa no Rubinho, mas a escolha é da CBV. Eu não imaginava o Renan, pois ele era dirigente, mas é muito próximo da gente, tem o nosso DNA e todo o apoio. Vai fazer um grande trabalho e a Seleção vai seguir brilhando – disse Bernardinho após o triunfo da equipe que lidera a Superliga feminina.

Fora das quadras, Bernardinho e Renan são amigos. O levantador do Sesi-SP e da seleção Bruninho, filho do ex-técnico da Seleção, aliás, é afilhado de Renan. Ambos os técnicos costumam dar palestras focadas em liderança, espírito de equipe, superação e, também, gestão. Com tantas semelhanças, resta agora a Dal Zotto manter as conquistas do Brasil.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com