0988feb70e6bc83b8e0daf31fb6fcee5_l

Produto Interno Bruto alagoano atinge mais de R$ 40 bilhões em 2014

Texto de Igor Gouveia

O Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de Alagoas apresentou um valor de R$ 40,975 bilhões para o ano de 2014, o que equivale a uma variação real anual de 4,8%, quando comparado ao ano de 2013. A informação foi divulgada, nesta segunda-feira (28), pela Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), em parceria com o IBGE.

 

Conforme os números divulgados, em 2014, o setor da Agropecuária no Estado apresentou um valor de R$ 4,128 bilhões, com crescimento real de 27,6% em relação a 2013. Isso se deve, entre outros motivos, ao aumento no cultivo da laranja e de outros produtos da lavoura permanente, bem como a produção positiva da cultura do abacaxi.

 

O economista e gerente de Estatísticas e Indicadores da Seplag, Roberson Leite, explica que houve, no ano em questão, uma recuperação nas regiões produtoras de laranja no Estado, contribuindo para o crescimento apresentado. “Ocorreu um aumento na produção de itens como o coco da baía e a laranja. Outro ponto que merece destaque é a questão da pecuária, que cresceu em função do aumento na criação de bovinos e de  outros animais”, pontua Roberson.

 

Já o setor Industrial exibiu um Valor Adicionado (VA) de R$ 5,945 bilhões, com crescimento real de 2,2% frente ao ano de 2013. As explicações para o comportamento estão nos números positivos observados no subsetor da Indústria de Transformação, com alta em função do crescimento nas atividades de fabricação de produtos alimentícios, minerais não metálicos, bem como no de bebidas.

 

“Vale destacar ainda que o potencial de crescimento do setor Industrial foi amortecido pelo menor ritmo observado no subsetor da Construção Civil, algo que deve ser levado em conta na hora da análise”, complementa a economista da Seplag, Márcia Núbia.

 

No caso do setor de Serviços, notou-se que, em Alagoas, essa foi a área que deteve a maior participação na composição do VA da economia local, com R$ 27,191 bilhões.
“A quantia mostra que, em 2014, houve uma variação real positiva de 1,9%, quando comparado com o ano anterior. Isso foi alavancado pelo comportamento do subsetores do Comércio, que apresentaram evolução nas atividades do comércio atacadista e comércio varejista, além das atividades imobiliárias”, explica Roberson.

 

Os números divulgados pela Secretaria do Planejamento revelam ainda que, do total do PIB alagoano para 2014, o montante de R$ 37,264 bilhões refere-se ao Valor Adicionado e R$ 3.711 aos Impostos Líquidos de Subsídios.

 

“O PIB, principal indicador macroeconômico, acompanha o crescimento real da economia do Estado, por meio da evolução física de seus principais setores de atividade: agropecuária, indústria e serviços”, explica Allisson Nascimento, economista da Seplag.

 

 

Acompanhamento

 

Para o superintendente de Produção da Informação do Conhecimento da Seplag, Thiago Ávila, apesar dos números positivos para o ano de 2014, a economia nacional apresentou sinais de desaceleração em 2015 e 2016, o que impõe novos desafios para o desenvolvimento econômico local e regional.

 

“É nosso papel, enquanto Secretaria do Planejamento, participar e acompanhar, efetivamente, os cálculos para a obtenção desses resultados, que são de suma importância para perceber a dinâmica econômica alagoana”, finaliza Thiago.

 

Os dados completos do Produto Interno Bruto de Alagoas em 2014, assim como diversos outros levantamentos e pesquisas sobre questões socioeconômicas locais, encontram-se disponíveis para consulta no portal Alagoas em Dados e Informações. http://tinyurl.com/PIBAlagoas2014.

agenciaalagoas.al.gov

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com