Presidente ou réu: “Quem não tem corrupto de estimação não está aflito”, diz Heloísa

A vereadora Heloísa Helena (Rede) comentou, em suas redes sociais, a análise do STF acerca da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) ajuizada pelo seu partido para garantir que réus no Supremo não possam substituir o presidente da República. Seis ministros votaram pela procedência da ação, mas o julgamento iniciado ontem, 3, foi suspenso por pedido de vista do ministro Dias Toffoli.

Heloísa defendeu que, a partir desta decisão judicial, seja alterada a legislação garantindo que também não possa ser eleito presidente aquele que é réu no Supremo. Segundo ela, o deputado federal Miro Teixeira (Rede-RJ) irá propor alterações na lei para “salvar o Brasil, ao menos desses candidatos à presidência”.

“Quem não tem corrupto de estimação não está aflito com a possível inelegibilidade de Lula, Temer, Aécio, Renan, Collor, Biu, Dilma ou quaisquer outros que cometendo crimes contra a administração pública sejam réus no STF, né?!”, alfinetou a vereadora.

Heloísa também comentou que a ADPF dificilmente atingirá o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), já que o mandato dele no comando da Casa termina em janeiro de 2017, quando o senador deixa de estar na linha sucessória.

Por fim, a vereadora disse que, bom mesmo é se a maioria dos eleitores tivesse vergonha e resolvesse o problema nas urnas, e não jogando para Justiça consertar o erro que cometem, por omissão ou cumplicidade.

No mais, “quem for podre que se quebre”, concluiu.

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com