whatsappimage20161118at2-45-04pm-350x261

Operação da Polícia Federal prende três por extração mineral irregular

Três pessoas foram presos durante uma operação deflagrada, na manhã desta sexta-feira (18), pela Polícia Federal em Alagoas. A ação, que teve o objetivo de combater a extração mineral irregular, aconteceu no município de Maribondo, no Agreste do Estado, e teve o apoio do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), do Ministério Público do Trabalho e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

Denominada Operação Paleolítico, a operação foi planejada após levantamentos realizados nos últimos meses, realizados pela PF, que apontaram a existência de 16 áreas de exploração irregular de minérios em locais diferentes.

Durante a operação, três pessoas foram presas em flagrante e duas conduzidas para a Superintendência da Polícia Federal, no bairro do Jaraguá, para serem ouvidas pelo delegado responsável.

De acordo com a Polícia Federal, a exploração irregular de minérios acarreta prejuízos ao patrimônio da União e danos ao meio ambiente. No local, peritos criminais federais avaliaram, junto com os técnicos do DNPM, os danos causados.

As três pessoas presas em flagrante responderão por crime ambiental, previsto no artigo 55 da Lei de Crimes Ambientais, e pelo crime de usurpação, previsto do artigo 2º da Lei de Crimes á Ordem Econômica.

Paleolítico – O nome da operação se deve ao fato de que o Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada, refere-se ao período da pré-história que começou há 2,5 milhões de anos, quando os antepassados do homem começaram a produzir os primeiros artefatos em pedra lascada.

alagoas24horas

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com