presidente-luiz-dantas-e-governador-renan-filho-durante-abertura-dos-trabalhos-da-assembleia-comunicacao-ale

LUIZ DANTAS TEM APOIO DE RENAN FILHO PARA REELEIÇÃO NA ALE

Apesar de haver alguns nomes ainda alimentando o sonho de suceder a Presidência da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas (ALE), o governador Renan Filho (PMDB) voltará de suas férias para reafirmar seu desejo de reeleger o presidente Luiz Dantas (PMDB) para o próximo biênio, em fevereiro de 2017.

A permanência de um aliado na presidência da Assembleia dá a Renan Filho proteção para que não sofra nenhum revés durante a segunda metade de seu governo, cujo biênio inicia com a comemoração dos 200 anos de emancipação de Alagoas e termina no ano eleitoral de 2018, quando tanto o governador, quanto seu pai, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), precisam estar livres de problemas e aptos à reeleição.

Com Luiz Dantas na Presidência, Renan Filho quer garantir a aprovação em plenário de medidas impopulares para conter a crise, bem como ter apoio de Dantas para barrar eventuais rebeliões da bancada, traduzidas em propostas como a PEC do Orçamento Impositivo, do deputado estadual Francisco Tenório (PMN), que busca garantir a liberação de R$ 80 milhões em emendas parlamentares.

Velhas práticas

Diante da blindagem de Luiz Dantas, deputados como Antônio Albuquerque (PTB) e Marcelo Victor (PSD) são os parlamentares que mais têm se movimentado abertamente na busca por outras vagas na Mesa Diretora. Outros, a exemplo de Sérgio Toledo (PSC) e Ricardo Nezinho (PMDB), movem-se mais discretamente nos bastidores. Todos em busca das poderosa caneta da 1ª Secretaria.

“O governador quer e há quase uma unanimidade em manter o Luiz Dantas na cabeça. E mudar apenas algumas posições na Mesa. O Albuquerque quer ser vice e não esconde de ninguém. E o Marcelo Victor quer a 1ª Secretaria”, disse um deputado estadual governista ao Diário do Poder.

Segundo este mesmo parlamentar, que pediu para não ser identificado, boa parte dos acordos buscados nas articulações para a eleição da Mesa diz respeito às mesmas práticas de distribuição de cargos, gratificações de servidores e outros artifícios que são alvos recorrentes de escândalos e denúncias contra a Assembleia de Alagoas.

Fé na 3ª via

Mais uma vez, o nome do deputado estadual Isnaldinho Bulhões (PMDB) aparece entre pretensos presidentes do Legislativo. Mas suas reais pretensões, ainda que remota, seria não largar a poderosa 1ª Secretaria à toa. Para esta empreitada, tenta articulação junto à também peemedebista deputada Jó Pereira, que poderia ficar na 1ª Secretaria ou até na Presidência da Assembleia, em acordo que conta com a remota mudança de ideia do governador e ainda sem apoio de grupo algum.

“Isnaldinho é um eterno candidato a presidente. Ele tem um sonho. Agora, ele não vai para uma disputa contra o Luiz Dantas”, disse uma fonte ao Diário do Poder.

Há quem diga que o próprio Luiz Dantas não quer ser candidato à reeleição. “Indisposição” semelhante à que surgiu durante as especulações de seu nome para presidente após as eleições de 2014. Mas que deve sumir com os argumentos que devem ser trazidos pelo governador Renan Filho, no próximo dia 16

Diário do Poder

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com