HONOLULU, Hawaii - U. S. Secretary of State Hillary Rodham Clinton listens to a question by a reporter during a press conference with Japanese Foreign Minister Seiji Maehara after their meeting, where the two discussed the Japanese-American alliance, U.S. forces in Japan and the overall Asia-Pacific strategy while at the Kahala Resort and Hotel in Hawaii on Oct. 27. Hawaii was the first stop for Secretary Clinton as she will make trips to Vietnam, Cambodia, Malaysia, Papua New Guinea, Australia, New Zealand and China. (U.S. Air Force photo/Tech Sgt. Cohen A. Young)

HILLARY SE DIZ DESAPONTADA COM DERROTA, MAS PEDE PERSISTÊNCIA A ALIADOS

Em suas primeiras declarações após o discurso no qual admitiu a derrota na eleição presidencial para o republicano Donald Trump, a democrata Hillary Clinton disse estar desapontada com o resultado, mas pediu aos norte-americanos desencorajados com o resultado que não desistam do país.

“Eu sei que, ao longo da última semana, muitas pessoas se questionaram se os EUA são o país que eles pensavam que era”, disse Hillary em jantar do Children’s Defense Fund em Washington. Segundo ela, a disputa eleitoral mostrou um quadro de divisão profunda entre os norte-americanos. “Mas por favor ouçam-me quando eu digo isso: os EUA valem a pena. Nossas crianças valem a pena. Acreditem em nosso país, lutem por nossos valores e nunca, nunca desistam.”

O discurso da ex-candidata democrata à presidência foi a primeira aparição pública de Hillary em uma semana, embora ela tenha sido vista perto de casa no fim da semana passada perto de sua casa em Chappaqua, Nova York. A ex-secretária de Estado não citou Trump, mas demonstrou seu desapontamento em quatro momentos de sua fala. “Eu sei que muitos de vocês estão profundamente desapontados com os resultados da eleição. Eu estou também, mais do que jamais possa expressar”, disse.

Perder uma eleição que muitos davam como triunfo certo da experiente Hillary “não foi a coisa mais fácil para mim”, admitiu. “Houve alguns momentos na última semana em que tudo que queria era me encolher com um bom livro ou nossos cachorros e nunca mais sair de casa”, afirmou. A causa da ajuda às crianças, porém, exigia a presença dela, disse. Hillary trabalhou pelo Children’s Defense Fund após se formar em Direito e muitas vezes falou sobre essa experiência durante a campanha.

Nas declarações de Hillary na noite da quarta-feira, ela também demonstrou otimismo com o fato de que suas causas de justiça social devem posteriormente ganhar mais atenção na política norte-americana. “O arco do universo moral é longo, mas ele tende na direção da justiça”, afirmou ela. “Às vezes pode parecer terrivelmente longo, acreditem, eu sei, mas ele realmente se curva.” Fonte: Dow Jones Newswires. (AE)

diariodopoder

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com