tmp_9690-5nov2016-studantes-comecam-a-entrar-no-local-de-prova-no-campus-da-uninove-no-bairro-da-barra-funda-para-o-primeiro-dia-do-enem-2016-1478355390647_615x470-158398209

Candidatos consideram primeiro dia de provas do Enem difícil

A maioria dos candidatos ouvidos pelo UOL avaliou como “difíceis” as questões do primeiro dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Eles contam que, neste ano, os enunciados estavam menores e que a prova abordou temas como crise econômica no Brasil e no mundo e a crise dos refugiados na Europa.

Em Belo Horizonte, vários candidatos deixaram o campus da PUC-MG (Pontifícia Universidade Católica), no bairro Coração Eucarístico, na região noroeste da capital mineira, imediatamente após o período obrigatório de permanência nos locais de prova.

Fábio Moreira, 30, afirmou que a prova estava “puxada”. Ele declarou que tenta o Enem pela quinta vez. “Fiz a prova toda, mas achei mais puxada e difícil que as provas dos anos anteriores”, disse o candidato, que pretende fazer engenharia.

Outra que achou a prova complicada e “nada a ver” foi Jaqueline Maria da Silva, 36. Segundo ela, algumas questões pareciam “muito contraditórias”. “É a quinta vez que eu faço o Enem. Mas as provas desse ano estavam com questões nada a ver. O enunciado muito contraditório com o restante da questão. Estava bem mais difícil que ano passado”, frisou a candidata, que cursa o segundo período de marketing e busca notas para conseguir uma bolsa estudantil.

Já Carlos Augusto Carneiro, 46, que faz o Enem pela primeira vez, declarou-se “decepcionado” com as provas.

“A gente estuda para caramba e, quando chega para fazer a prova, vê que caiu umas coisas completamente diferentes do que estudamos. Estou decepcionado”, disse. Carneiro tenta uma vaga no curso de contabilidade. “As questões estão muito complicadas, muito abertas, com textos complicados”, finalizou.

A candidata Bruna Araújo, 18, também achou prova de hoje difícil. Segundo ela, que fez o Enem em Alagoas, o Estado Islâmico foi tema de algumas questões. “Não gostei muito, não sei se porque estudei pouco”, conta a jovem, que complementa: “vou melhor na redação amanhã, que estou mais preparada”.
Provas fáceis

Por outro lado, alguns candidatos consideraram o primeiro dia do exame como “fácil e tranquilo”. O garçom Carlos Henrique Assis, 23, disse que a prova estava “tranquila” e em um nível apenas “intermediário” de dificuldade. Ele afirmou que é a segunda vez que faz o Enem e, caso consiga as notas necessárias, pretende se tornar web designer.

Dilma Alves, 49, também disse ter achado o primeiro dia de provas “fácil”. “A prova estava fácil, os enunciados e os textos foram pequenos. Fiz a prova toda. Ano passado, a gente lia o enunciado todo e, ao chegar ao final dele, nem lembrava mais do que tinha lido no começo”, relembrou. Ela cursa letras e pretende migrar para terapia ocupacional.

Candidato pela terceira vez, o estudante de Relações Internacionais Alexandre Del Rei Macedo, 19, considerou o primeiro dia de exame, este ano, “muito mais fácil” que as edições passadas. “Exatas chutei quase tudo; sou de humanas, mas gostei das questões sobre crise econômica e dos refugiados e também sobre a que tratou de representatividade da mulher”, contou.

Em Porto Alegre, Andressa Lima, 21, também achou fácil a prova deste primeiro dia. Ela deixou o local em que prestou o exame, a Fapa, na zona norte, por volta das 15h40. “Achei tudo bem fácil. Mas a parte de ciências pegou no meu ponto fraco”, brinca. Para ela, a quantidade de questões que exigiam emprego de fórmulas foi o mais complicado. Andressa faz o Enem de olho em uma vaga no curso de administração em uma universidade privada.

Uol

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com