abrir-reforma-theatro-sete-de-setembro-7-300x168

Restauração da primeira casa de espetáculos de Alagoas segue de acordo com o cronograma

A recepção para quem vai ao Theatro Sete de Setembro é de responsabilidade das Deusas da Música, Arte, Poesia e Dança. Respectivamente Euterpe, Calíope, Melpômene e Terpsícore. As esculturas ocupam a fachada do imponente prédio, de assinatura do arquiteto italiano Giovanni Luigi Giuseppe Lucarini, datado de 1884. Em Alagoas, o artista deixou outras obras, como o Teatro Deodoro, na capital e o antigo Tribunal de Justiça, ambos na Praça Deodoro.

A primeira casa de espetáculos de Alagoas passa por uma restauração completa, orçada em R$ R$ 4.035.708,15 (quatro milhões, trinta e cinco mil, setecentos e oito reais e quinze centavos). O projeto em andamento é de responsabilidade da Construtora AQuatro, selecionada por processo licitatório. E os recursos são advindos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC das Cidades Históricas).

Os 132 anos, exatos no Dia 7 de Setembro desde ano, os trabalhos de restauro contemplam: Pintura total, novos condicionadores de ar, estrutura de som, projeto luminotécnico, acessibilidade com elevador para portadores de necessidades especiais e idosos. Além de recuperação de pisos, esquadrias e novos banheiros.

“O trabalho é delicado. Estamos restaurando um dos mais belos prédios de Alagoas. Toda a elétrica está sendo redimensionada, para receber um novo sistema de ar condicionado, som e iluminação. Toda a hidráulica também será substituída. Neste momento, estamos instalando os condicionadores de ar e substituindo a elétrica. E também vamos iniciar ainda este mês a montagem do sistema de som e iluminação do palco. A obra segue no ritmo certo, dentro do cronograma estabelecido pela Construtora AQuatro e pelo IPHAN”, explicou o mestre no comando do trabalhos, José Mil.

reforma-theatro-sete-de-setembro-6

Só na plateia, estão sendo instalados seis condicionadores de ar com 24 mil BTUs cada. Os dois camarins também serão refrigerados e terão ainda, banheiros completos. Todo o madeiramento interno do Theatro Sete Setembro está sendo lixado, imunizado e receberá nova pintura. Os cadeirantes e idosos terão acesso ao primeiro pavimento através de elevador.

A ordem de serviço foi assinada em dezembro de 2015, sendo o iniciado os trabalhos no mês subsequente. De acordo com o representante da Construtora, o projeto está dentro do prazo e deve ser concluído em sua totalidade em até cinco meses.

Com a assinatura da ordem de serviço nesta terça-feira (22), a construtora A4, ganhadora do processo licitatório já pode iniciar os trabalhos. O que deve ocorrer no início de janeiro de 2016. Todas as atividades que acontecem no Theatro Sete de Setembro devem passar para o Círculo Operário, recém-restaurado também pelo Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC das Cidades Históricas).

PAC das Cidades Históricas

Os projetos foram desenvolvidos pela Prefeitura de Penedo. As obras são executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e a fiscalização acontece em parceria com o Município. Ao todo, até o final das obras, serão investidos em Penedo pelo Governo Federal, só com o PAC das Cidades Históricas, mais de R$ 20 milhões.

1 – Requalificação Urbanística do Largo de São Gonçalo (Em execução);

2 – Theatro Sete de Setembro (Em execução);

3 – Marina Pública (Em execução);

4 – Cine Penedo (Em licitação);

5 – Monte Pio dos Artistas (Inaugurado em Junho de 2016);

6 – Círculo Operário (Inaugurado em setembro de 2015);

7 – Biblioteca Pública de Penedo (Inaugurado em setembro de 2015);

8 – Chalet dos Loureiros (Em licitação);

9 – Cais da Marina de Penedo (Em licitação);

– Total: mais de R$ 20 milhões.

penedo.al.gov

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com