sumido051016

Polícia já tem suspeitos de sumiço de professor

O delegado Filipe Caldas, da Seção Antissequestro da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), revelou à reportagem da Gazeta de Alagoas que a Polícia Civil tem suspeitos do desaparecimento do professor Daniel Thiele, do Instituto de Química e Biotecnologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O caso caminha para um desfecho nos próximos dias, como acredita o responsável pelo inquérito policial.

Filipe Caldas disse, ainda, que a equipe já tem dados suficientes para encerrar o inquérito policial e que as linhas de investigação “mais fortes” até agora são latrocínio e crime passional. “As investigações estão avançando bem, mas não podemos revelar detalhes. Infelizmente é remota a possibilidade de encontrar o professor com vida”, afirma.

O caso está sendo investigado pela Deic, por determinação do delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira. Em nota enviada à Gazeta, a assessoria de comunicação da Ufal informou que a reitora Valéria Correia enviou ofício para a Polícia Federal e ligou nessa segunda-feira para a superintendência da PF em Alagoas para solicitar informações a respeito do caso do professor desaparecido.

Trecho da nota afirma que a universidade está acompanhando o caso: “A nossa gestão está empenhada na procura do professor e à disposição da família”. A reportagem falou com a assessoria da PF, que negou estar apurando o desaparecimento do educador. O delegado Filipe Caldas afirmou que não haverá necessidade, pelo menos por enquanto, de solicitar apoio de outra polícia no caso.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com