201609010923_487f6edddd

Nenhum deputado estadual ou federal conseguiu se eleger prefeito em Alagoas

Ocupando cadeiras na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) e na Câmara Federal, deputados que buscavam sucesso nas urnas neste domingo tiveram que se contentar com o retorno aos respectivos parlamentos a partir desta segunda-feira (3). A única exceção, ao menos neste momento, diz respeito ao deputado federal Cícero Almeida (PMDB), que foi para o segundo turno com o atual prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSBD). A expressiva votação do tucano neste domingo jogou um balde de água fria no comitê peemedebista.

Em Maceió, os deputados federais JHC (PSB) e Paulão (PT) não passaram para o segundo turno. O primeiro teve uma votação que superou os 91 mil, já o petista teve pouco mais de 10 mil votos. Por meio das redes sociais, eles agradeceram a manifestação popular e prometeram seguir trabalhando pelos ”alagoanos em Brasília”. Até o momento, JHC e Paulão não manifestaram se vão apoiar Rui ou Cícero Almeida neste segundo turno.

Na cidade de Arapiraca, o prefeito eleito Rogério Teófilo (PSBD) derrotou dois deputados da Assembleia Legislativa de Alagoas: Ricardo Nezinho (PMDB) e Tarcizo Freire (PP). Nezinho, que contou com o apoio do senador Renan Calheiros, do governador Renan Filho, da prefeita Célia Rocha e, também, do vice-governador Luciano Barbosa, perdeu por 259 votos para o tucano. Ele chegou a largar na frente. Freire obteve pouco mais de 23 mil votos.

Na cidade de Piranhas, o deputado estadual, Inácio Loiola (PSB), também não obteve êxito. Ele teve 6.651 votos contra 6.921 votos de Maristela (PP), que sagrou-se gestora do município. Já na cidade de Rio Largo, o quarto deputado estadual que tentou sucesso na sucessão eleitoral, Marcelo Victor (PSD), vai voltar para o parlamento alagoano. Ele perdeu para Gilberto Gonçalves (PP).

Outro representante da Câmara Federal que não conseguiu sucesso nas eleições deste domingo foi o deputado Givaldo Carimbão (PHS). Apesar do apoio do atual gestor de Delmiro Gouveia, Carimbão perdeu para o candidato da oposição, Padre Eraldo, por pouco mais de 4 mil votos de diferença.

gazetaweb.globo 

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com