6ddba5ee28c68fddd58765556b67472e_l

Instituto de Criminalística de Alagoas terá laboratório de DNA próprio até dezembro

O Instituto de Criminalística de Alagoas (IC) adquiriu em regime de comodato equipamentos para o Laboratório de DNA. O contrato foi assinado pelo perito-geral Manoel Melo nesta segunda-feira (10) e foi autorizado pelo governador Renan Filho, por meio de publicação no Diário Oficial (DO) no último dia 20 de setembro.

 

O contrato faz parte do programa SEED Program, da empresa Life Technologies, uma das maiores companhias do mundo na área de biotecnologia com sede na Califórnia, nos Estados Unidos, com filial no Brasil. Esse projeto buscar semear esse tipo de tecnologia em todos os países onde a empresa atua.

 

Segundo Melo, a perícia alagoana é o primeiro órgão público do país a assinar essa modalidade de contrato com a empresa. Ele explicou que se trata de uma prestação de serviço temporária, sem ônus financeiro para os cofres públicos, na qual a Perícia Oficial utilizará os equipamentos da Life Technologies, empresa que fornece com exclusividade esses equipamentos na América Latina.

 

“O exame de DNA é o método mais profícuo de identificação humana, sendo de extrema importância para a persecução penal, porque a perícia de natureza criminal tem como maior escopo auxiliar as investigações quanto à autoria dos crimes. Além disso, iremos alimentar o banco nacional de dados de perfil genéticos”, afirmou o perito.

 

A perita criminal Rosana Coutinho, chefe do Laboratório Forense, explicou que o contrato antecipa a chegada de um analisador genético de oito capilares, que permite a análise de oito amostras simultâneas, um conjunto de estação de trabalho para genotipagem e um conjunto de softwares com sistema proplex, para amplificação do DNA. Paralelamente a esse contrato temporário, estamos com outro processo para aquisição definitiva dos equipamentos, conforme projeto autorizado pelo Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg).

 

“Esse é um momento impar na história da perícia alagoana, que até então estava à margem de tecnologias nessa área e dependente de laboratórios de outros estados. A partir da chegada dos equipamentos poderemos solucionar os exames de confronto genéticos pendentes e dar à sociedade as respostas que ela tanto precisa”, explicou Rosana Coutinho.

 

Com a assinatura do contrato, os equipamentos serão importados da matriz da empresa que fica nos Estados Unidos e dentro de 40 dias estará chegando à sede do Laboratório Forense. Em dezembro será realizado o treinamento com os peritos oficiais para o inicio das atividades.

.agenciaalagoas.al.gov

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com