csm_alexia-dechamps_c925445150

Atriz pode responder por racismo e injúria por ataque a nordestinos

Deputados federais nordestinos acionaram a Procuradoria da Câmara do Deputado, em Brasília, para exigir que o Poder Legislativo Federal acione a atriz/modelo Alexia Dechamps na Justiça por crime de Racismo e Injúria Racial.

A atriz, durante uma discussão numa sessão que debatia a proibição de vaquejada, teria afirmado ao deputado Pedro Vilela (PSDB), eleito por Alagoas, e a participantes da audiência pública: “calem a boca;  porque eu pago o Bolsa Família do Nordeste”.

O TNH1 conversou com o deputado federal por Alagoas, Pedro Vilela (PSDB), que afirmou que o debate estava ocorrendo de forma acalorada, mas com cortesia em relação às opiniões divergentes, quando a atriz se virou para as pessoas presentes no plenário e proferiu as ofensas.

Vilela afirma que ele e outros deputados procuraram a Procuradoria da Câmara dos Deputados para que a atriz responda na justiça. “A procuradoria da câmara já está tomando as providências. Não só eu, mas vários deputados procuraram a Procuradoria da Câmara, que é o órgão responsável para este tipo de ação, para que se tomem as providências, relatando o que houve e submetendo a apreciação da justiça”, informou, avisando que a ação deve ser impetrada nesta quarta-feira (26).

No vídeo divulgado pelo parlamentar em sua fan page, no Facebook, a atriz aparece chamando o deputado de “moleque”, mas não aparece dizendo a ofensa. De acordo com o deputado, ela não refutou a denuncia feita por ele, mostrada no vídeo, e ainda chegou a reafirmar isso nas redes sociais; assista:

“O que acontece é o seguinte: como isso se deu fora dos microfone, logicamente as câmeras da TV Câmara não estavam voltadas nem para mim, nem para ela, mas tem várias testemunhas, vários deputados, inclusive o que a convidou, que é o deputado Ricardo Izar (PP/SP). Mas para você ver como as coisas se confirmam, além das testemunhas que tenho, você percebe no áudio que há uma voz feminina que diz ‘não há testemunha, só tem você’, como se tivesse combinando com alguém para negar o fato, mas quando denuncio ela confirma com a cabeça”, disse ele.

O deputado disse ainda que em seu perfil no Facebook a atriz teria reafirmado, em resposta a um internauta que a indagou sobre os prejuízos causados pela proibição da prática da vaquejada, que paga o Bolsa Família para os nordestinos.

“Isso é mais uma evidência que isso é um pensamento que ela tinha, ou tem. Tanto é que ela o falou na audiência pública e o reproduziu em sua rede social. Tomara que isso tenha andamento, porque isso é uma prática inaceitável”, concluiu.

No perfil da atriz no Facebook, internautas promoveram um vomitaço protestando contra a declaração consideradas preconceituosas contra Nordestino.

VER GALERIA
1/5

Ainda durante a sessão pública de ontem, na Câmara dos Deputados, o parlamentar aparece dizendo “respeite o povo” ao que ela responde “com falta de educação a gente tem que ser mal educada”; assista:

Ela chegou a postar um texto relatando o episódio em seu perfil no Facebook. Num segundo momento ela editou o comentário e citou o deputado Pedro Vilela. Em seguida o post foi apagado.

Em agosto deste ano a atriz esteve no Nordeste, passou pelos estados de Alagoas, Bahia e Pernambuco, e postou em sua conta no Instagram, agora bloqueado para o público e para novos seguidores, uma série de fotos das praias da região, onde fez vários elogios as belezas naturais da região.

tnh1

tnh1

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com