mulher-com-a-mao-na-boca-mau-halito-halitose-surpresa-1359980321460_1920x1080

As eleições municipais de 2016 são mais silenciosas da nossa história

Há décadas cobrindo política nunca tinha visto uma campanha tão silenciosa como essa que está em curso. Mesmo nos tempos da Ditadura Militar quando se podia votar apenas em vereadores, governadores, deputados estaduais, federais e senadores as eleições não eram tão paradas. E não é só a falta de propaganda nas ruas limitadas pela Justiça Eleitoral, mas a o silêncio dos eleitores. Alguns fatores são responsáveis por esse clima de velório no pleito. Primeiro a crise econômica e a restrição de doações oficiais aos candidatos. Segundo a rigidez das leis de propaganda (quase nada pode). Terceiro a falta de credibilidade nos políticos provocada pelo período negro que a democracia brasileira atravessa. Os sucessivos casos de corrupção criminalizaram a atividade política no país. E para finalizar a desesperança dos eleitores de que alguém (eleito) possa mudar esse espectro das pessoas se sentirem enganadas por prometerem aquilo que não se cumpre. Tudo isso está fazendo da campanha eleitoral municipal de 2016 a mais “morta” que já assisti. No Acre já estive em diversos municípios e o silêncio é o mesmo, tanto na Capital quanto no interior.

Muito estranho
Até por esse clima de desânimo e silêncio das eleições que a pesquisa do Ibope da disputa em Rio Branco, divulgada nesta sexta, 16, contém uma contradição visível. Apenas 2% de indecisos faltando ainda 15 dias para a votação?

Transcende a lógica
Sinceramente não acredito que num eleitorado da Capital com cerca de 250 mil eleitores apenas cinco mil ainda estejam em dúvida. Os números do Ibope revelam uma campanha movimentada e com adesões permanentes o que não está acontecendo.

Fuga das urnas
Como, “segundo o Ibope”, a eleição já está resolvida acredito que Rio Branco terá uma das mais altas abstenções da sua história. Isso irá prejudicar o candidato que está na frente da pesquisa. Além de toda a descrença na política, por que um eleitor normal iria se preocupar em votar?

Voto opcional
O voto no Brasil oficialmente é obrigatório. Mas a multa para quem não votar e não justificar nas eleições é em torno de 10 reais. Às vezes uma condução para chegar ao local de votação custa mais do que a multa por não votar.

Esqueceram de mim
Nos programas de rádio e TV da Capital do candidato do PT, Marcus Alexandre (PT), ainda não vi os seus dois principais apoiadores, o governador Tião Viana (PT) e o senador Jorge Viana (PT). Os irmão são os criadores políticos do candidato que adotou, inclusive, o sobrenome Viana.

Esqueceram de mim 2 – A Missão
O governador e o senador petistas que comandam a FPA também não apareceram ainda nos programas de rádio e TV de Cruzeiro do Sul da candidata Carla Brito (PSB). Pelo menos que eu saiba. O quê estará acontecendo?

Bem-vindos
Em compensação Jorge e Tião têm participado ativamente de outras campanhas do PT que mantiveram o vermelho e a estrela do partido. Em Tarauacá e Mâncio Lima os dois irmãos políticos têm sido presença constante ajudando os candidatos Rodrigo Damasceno (PT) e Isaac Lima (PT).

Índio quer apito
Em Marechal Thaumaturgo, se o candidato Isaac Pianko (PMDB) vencer a eleição será o primeiro índio da história do Acre a ser prefeito. Ele disputa com o candidato à reeleição do PT Aldemir Lopes (PT). Parece que lá as coisas estão bem longe de estarem resolvidas. A campanha de Isaac tem crescido.

Absurdo
A direção da TV Acre (filiada a Globo) deveria rever essa posição de não convidar o candidato da Rede, Carlos Gomes (Rede) para o debate entre candidatos da Capital. A democracia pressupõe a troca de novas ideias e ideologias para apreciação dos telespectadores.

Mais contradições
Se a decisão foi baseada nos números da recente pesquisa do Ibope, o absurdo é maior ainda. Mesmo porque a pesquisa do Ibope tem uma margem de erro altíssima de 4%. Então Carlos Gomes pode ter 6% de intenções de votos. Ou não? O fato é que o Ibope nunca acertou uma porcentagem nas mais recentes eleições do Acre.

Disputa acirrada
Os vereadores sem estrutura estão penando nessa eleição. Aqueles que tenho visto em maior destaque a nível de propaganda são o Roberto Duarte (PMDB), Rodrigo Forneck (PT), Gabriela Câmara (PR), João Marcos Bittar (PSDB) e o Barão (PSB). Todos puxadores de votos nos seus partidos.

Negócio da China com a Floresta
Tenho escrito que a empresa portuguesa Cortex está explorando uma área de 100 mil hectares de floresta para produção de madeira às margens do Purus, em Manoel Urbano(AC). Na realidade, li numa publicação governista, que a exploração acontece numa área de 190 mil hectares. Quase o dobro. Os portugueses devem estar rindo à toa. Isso equivale a um pequeno país da Europa. Toda essa produção de madeira legalizada pelo atual Governo do Acre do PT que ainda faz propaganda do empreendimento. Em tempos de queimadas e destruição da Amazônia não vejo como essa exploração madeireira possa beneficiar os acreanos. Na minha opinião, as próximas gerações pagarão um preço alto por esse tipo de negócio. Mexer com a floresta, numa área tão extensa, poderá piorar ainda mais o regime de chuvas no Estado e gerar muitos outros desequilíbrios ambientais. Mesmo que digam que se trata de manejo florestal não acredito na eficácia dessa método. Realmente não consigo entender a guinada das gestões do PT do Acre. A Florestânia previa a exploração sustentável da floresta com produtos não madeireiros que, na minha visão, geram empregos de mais qualidade e mais inclusivos (cooperativismo) e não provocam tanta destruição. Mas esse é o tipo da coisa que a consciência de quem está incentivando esse “negócio” e a história farão um julgamento implacável. E nessa hora haverá muito choro e ranger de dentes.

ac24horas.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com