download

Denúncias de crimes eleitorais em aplicativo do TSE passam de 1.200 em Alagoas

O aplicativo Pardal, desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já registrou 1.208 denúncias de irregularidades em Alagoas até a manhã desta sexta-feira (30). Os municípios de São José da Laje, Maragogi, Junqueiro, Maceió e Água Branca têm o maior número de informes noticiados.

Nesta manhã, a cidade de São José da Laje liderava a lista com 159 denúncias de irregularidades nas eleições. Em seguida, aparecem as cidades de Maragogi, com 67, e Junqueiro, com 58 denúncias.

Na quarta posição está a capital alagoana, Maceió, com 53 relatos. Água Branca e Arapiraca aparecem com 47 e 48 denúncias, respectivamente, de atos proibidos pela Justiça Eleitoral.

Os municípios de Carneiros, Flexeiras, Jaramataia, Maribondo, Mata Grande, Monteirópolis, Olho d’Água do Casado, Olho d’Água Grande e Santa Luzia do Norte registraram o menor índice de denúncias, com uma cada.

De acordo com as estatísticas fornecidas pelo aplicativo, 32% das irregularidades são devido à propaganda eleitoral. A compra de votos, até o momento, representa cerca de 20% das denúncias feitas. Outros crimes eleitorais registraram 17%. O uso da máquina pública também aparece em destaque com 12%, e 1% é de doações e gastos eleitorais.

O aplicativo foi desenvolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), com a colaboração do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), com abrangência para todo território nacional. A ferramenta foi lançada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 18 de agosto, logo após o início da campanha.

 gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com