201609182155_c71658419e-1

Com menos um, ASA arranca empate em Natal e passa para a 2ª fase da Série C

Jogando praticamente um tempo inteiro com menos um porque o lateral-esquerdo Igor foi expulso aos 5 minutos da etapa complementar, o ASA conseguiu um suado empate de 2×2 com o ABC jogando esta noite no Estádio Frasqueirão, em Natal, e também com o empate sem gols entre Remo e América-RN, em Belém, conseguiu a classificação para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro da Série C.

O ASA, que nas últimas rodadas só fez empatar, encerrou a sua participação na fase classificatória em quarto lugar, com 26 pontos, enquanto que seu concorrente direto – Remo – atingiu um ponto a menos. Já o ABC foi o segundo colocado do grupo A. Somou os mesmos 30 pontos do Foraleza, mas perdeu a primeira posição para o tricolor cearense nos critérios de desempate. O terceiro colocado desta chave foi o botafogo-PB, com 28 pontos.

Agora vem a disputa no sistema mata-mata e na segunda fase o ASA vai enfrentar o Guarani, primeiro colocado do grupo B com 38 pontos. Serão dois jogos no sistema de ida e volta, e se o ASA se classificar estará de volta à Série B do Campeonato Brasileiro em 2017.

Como foi

A partida começou com dois gol relâmpagos. O ASA tomou a iniciativa, mas no primeiro ataque, aos 7 minutos, o ABC abriu o placar com o armador Echeverria, que viria a ser o artilheiro do jogo com dois gols. O lateral-esquerdo Alex Ruan bateu lateral para o atacante Nando e este, ao perceber a aproximação do paraguaio, fez a assistência. Antes de finalizar em gol, Echeverria ainda deu um corte em marcador. Só que um minuto após o ASA chegou ao empate, num lance importante para demonstrar que estava no jogo. O avanço foi pela esquerda até que o atacante Rafael, já dentro da pequena área adversária, ao receber o passe tocou de primeira para deixar tudo igual: 1×1.

O ASA seguiu com mais posse de bola e esteve para virar aos 19 minutos graças a uma escorregada do zagueiro Tiago Sala mas que o arqueiro Edson corrigiu ao praticar segura defesa.

O ABC cresceu de produção a partir dos 25 minutos ao corrigir a marcação no setor direito. Além disso, o time do ASA já forçava o passe. Aos 31 minutos o time alencarino pôde ter pulado novamente à frente do placar. Nando, que serviu Echeverria na abertura do placar, agora foi retribuído, driblou o zagueiro Willames José e já dentro da grande área do Gigante finalizou e a bola passou muito perto da trave esquerda defendida pelo goleiro Thiago Braga, que se limitou a apenas torcer.

O 2º tempo começou com o ASA mais uma vez tomando a iniciativa e com Reinaldo Alagoano obrigando o goleiro Edson a fazer mais uma arrojada defesa. Porém, aos 5 minutos a situação se complicou com a expulsão do lateral-esquerdo Igor. O atleta, que nem estava de amarelo, era o último homem da marcação e impediu o avanço do atacante Erivelton. A falta foi na meia-lua do campo do ASA e o atleta arapiraquense tomou o cartão vermelho de forma direta.

Este lance fez com que o ABC se lançasse de vez ao ataque. Afinal, estava diante de seu torcedor e a vitória poderia lhe garantir a liderança do grupo A se o Fortaleza ficasse no empate com o Botafogo-PB, como foi o que ocorreu. E a superioridade numérica acabou dando resultado aos 32 minutos. Michel, que substituiu Naldinho, avançou em velocidade até dar o passe para Nando. Este, ao perceber a aproximação de Echeverria, dá assistência para o autor do primeiro gol, que não desperdiça.

Sempre atrás no placar, o time do ASA não desistiu de buscar a classificação para a segunda fase

FOTO: CORTESIA

Como a derrota eliminava o ASA, o treinador Paulo Foiani decidiu deixar seu time mais ofensivo ao trocar o volante Jorginho pelo meia-atacante Jean Carlos. Isso foi logo após os 40 minutos, quando o ABC administrava a vantagem e já dava a vitória como certa. Inclusive, aos pôde ter “fechado o caixão” do ASA em cobrança de escanteio executada por Echeverria e que o zagueiro Tiago Sala, de cabeça, finalizou para a bola raspar o travessão do ASA.

Como quem não faz leva, aos 43 o ABC sofreu novo gol de empate. O ASA puxou contra-ataque pela direita e o meia João Paulo, deslocado pela extremidade do campo, percebeu que Reinaldo Alagoano acompanhava o lance serviu ao artilheiro da equipe na Série C 2016, agora com oito gols e que desta vez não desperdiçou, dando números finais à partida: 2×2. Mais que isso, foi o gol que, no final das contas, levou o ASA para a segunda fase do Campeonato Brasileiro da terceira divisão, apesar de nas últimas quatro partidas só conseguiu três empates.

gazetaweb.globo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com