a5a88e3c-f5b1-4ded-870d-60aa4eaf8eaa

Caso Márcia: polícia prorroga prazo para conclusão de inquérito sobre morte

Depois de 24 dias da morte da jornalista e consultora de marketing, Márcia Rodrigues de Farias, ocorrida no domingo, 14 de agosto, no condomínio Porto di Mare, em Paripueira, a polícia informou que as investigações para elucidar o caso ainda continuam.

O delegado Lucimério Santos, da delegacia de Homicídios da Capital (DHC) disse à reportagem do CadaMinuto que “devido à complexidade do caso, foi pedido um prazo de mais 30 dias para a conclusão do inquérito, uma vez que ainda há dúvidas sobre a causa da morte” .

Ao ser questionado sobre a autoria do crime, Lucimério destacou que “não se pode descartar nenhuma hipótese, porém é preciso ter muita cautela na apuração dos fatos, por isso voltamos ao local do crime para realizar novos estudos. O caso é muito complexo”, reforçou o delegado.

O exame residuográfico está sendo realizado em Brasília e essas informações são essenciais devido à complexidade do caso. “Até lá a investigação segue aberta”, afirmou Lucimério.

Até o momento foram realizadas oitivas com parentes e testemunhas, inclusive o pai da vítima, Milton Omena Farias, que é delegado aposentado da Polícia Federal e se encontrava  na residência onde Márcia foi morta. A polícia também recolheu as filmagens do sistema de segurança do condomínio para averiguações.

O caso

No domingo, dia 14 de agosto, Dia do Pais, a consultora de marketing Márcia Rodrigues de Farias foi encontrada morta na residência do seu pai. O corpo estava em um dos cômodos e apresentava dois disparos de arma de fogo, um na região do pescoço e outro no tórax.

A polícia foi acionada para atender o caso por volta do meio dia. Por meio de redes sociais, o pai divulgou inicialmente que a filha teria tirado a própria vida, sem entrar em detalhes. No dia seguinte, a postagem foi editada, com Milton Omena dizendo que o momento econômico que assola o país teria sido a causa do suicídio.

O delegado geral da PC, Paulo Cerqueira, designou uma comissão para apurar os fatos formada pelos delegados Tarcizo Vitorino, titular da delegacia de Paripueira, Fábio Costa, coordenador da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), e Lucimério Santos, também delegado da DHC.

cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com