AAitcWz

Carlos Alberto faz golaço e polemiza, mas Fluminense vence e fica a três pontos do G-4

Em uma partida bastante movimentada – e recheada de polêmicas – no estádio Giulite Coutinho, o Fluminense venceu o Figueirense por 3 a 2, neste sábado, em partida atrasada, que valeu pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado foi excelente para os tricolores, que foram 34 pontos, em 8º lugar, e agora estão a apenas três pontos do G-4, que tem o Corinthians, com 37, como último integrante.

Para o Figueira, o placar foi tenebroso, principalmente porque a equipe chegou a empatar em 2 a 2 após sair perdendo por 2 a 0. Os catarinenses ficam com 24 pontos, na antepenúltima posição.

Parecia que seria uma tarde tranquila para o Flu, depois que o clube carioca abriu boa vantagem logo no início da partida, em Mesquita.

Gustavo Scarpa, de cabeça, abriu o placar aos 14, enquanto Renato Chaves, aproveitando saída desastrada do goleiro “Gatito” Fernández, ampliou seis minutos depois.

Na ida para o intervalo, o meia Carlos Alberto, revelado pelo próprio Flu, ainda mostrou descontrole e brigou com vários jogadores por um lance em que reclamou de falta de fair play. O técnico tricolor, Levir Culpi, tentou contornar a situação, mas também acabou xingado pelo veterano.

Na volta dos vestiários, porém, o camisa 19 alvinegro colocou a cabeça no lugar e diminuiu com um golaço. De fora da área, ele soltou uma bomba sem defesa para Diego Cavalieri, animando os visitantes. Pouco depois, Ayrton cruzou na área e o zagueiro Nirley apareceu entre os zagueiros para tocar de cabeça e igualar.

A partir daí, a partida ficou franca, com os dois times desperdiçando ótimas chances.

Melhor para o Flu, que contou com a estrela do veterano Magno Alves, substituindo Henrique Dourado no segundo tempo. Aos 34, Wellington Silva cruzou bem da direita e o “Magnata” deu um “peixinho” para vencer “Gatito” Fernández e dar a vitória aos mandantes.

Foi o 124º gol de Magno com a camisa tricolor. Ele é o 9º maior artilheiro da história da equipe, ao lado de Washington.

Nos minutos finais, a equipe das Laranjeiras ainda se salvou de tomar o empate, depois que Diego Cavalieri saiu mal em cobrança de escanteio e Lins cabeceou. Para a sorte dos comandados de Levir Culpi, a bola bateu no travessão e saiu.

Na próxima rodada, o Fluminense faz clássico contra o Botafogo, quarta-feira, às 16h (horário de Brasília). No mesmo dia e horário, o Figueirense recebe o Atlético-PR.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 x 2 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita-RJ
Data: 3 de setembro de 2016, sábado
Horário: 16h (horário de Brasília)
Públco: 5.154 pagantes/6.136 presentes
Renda R$ 140.940,00
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Junior (RJ)
Cartões amarelos: Wellington Silva, Renato Chaves e Pierre (FLU); Carlos Alberto, Bruno Alves e Jackson Caucaia (FIG)

GOLS
FLUMINENSE: Gustavo Scarpa, aos 14, e Renato Chaves, aos 20 minutos do primeiro tempo; Magno Alves, aos 33 minutos do segundo tempo
FIGUEIRENSE: Carlos Alberto, aos 3, e Nirley, aos 15 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Renato Chaves, Henrique e William Matheus; Pierre (Marquinho), Douglas, Cícero, Gustavo Scarpa e Wellington; Henrique Dourado (Magno Alves) Técnico: Levir Culpi

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Nirley, Bruno Alves e Guilherme; Renato Augusto (Jefferson), Jackson Caucaia, Elvis (Rafael Silva) e Carlos Alberto; Lins e Rafael MouraTécnico: Tuca Guimarães

msn

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com