90e2e7dc-9ba5-4cca-b8bd-b77e3ecb8a95

A ação de Rui Palmeira contra Almeida também busca atingir Renan Filho

A denúncia feita pela coligação do prefeito Rui Palmeira (PSDB) – que conta, obviamente, com a anuência do candidato tucano – não mira apenas em seu rival na campanha, o deputado federal e também candidato à prefeito, Cícero Almeida (PMDB).

Rui Palmeira mira na administração do governador Renan Filho (PMDB), que é o principal cabo eleitoral de Almeida. A estratégia de Palmeira – para além do jurídico – é desestabilizar de vez a campanha do adversário. Os frutos disto são imprevisíveis. Se de um lado, pode lucrar. De outro, também pode perder.

No confronto entre Rui Palmeira e Cícero Almeida – com denúncias para todos os lados – pode abrir uma terceira via para um outro candidato, diante do cansaço da população em relação a estes embates entre o tucano e o peemedebista. É um preço a se pagar.

A denúncia foi feita na manhã de hoje, durante uma coletiva. Um fato chama atenção: Rui Palmeira, o maior interessado, não se expôs. As falas foram do coordenador da campanha tucana, Ricardo Wanderley. O prefeito tenta não associar sua imagem à denúncia para dar a ela maior credibilidade. Como se a dissociação fosse possível. Rui Palmeira levará o assunto para o guia eleitoral? Aguardemos.

As alegações feitas por Ricardo Wanderley são de “abuso de poder por permitir que servidores públicos comissionados” ficassem à serviço da campanha de Cícero Almeida. Outro ponto é a “apropriação de campanha institucional do governo do Estado pela campanha de Almeida”.

Nos dois pontos, o maior alvo é Renan Filho. Tanto que o próprio chefe do Executivo estadual é réu na ação. É tão grave que ficou faltando a fala de Rui Palmeira sobre o assunto. Ainda há uma outra ação que deve ser ingressada por utilização de bens e servidores do Estado na campanha de Cícero Almeida.

O pedido de liminar que pretende ser feito pela coligação tucana é para que o governo não incentive a campanha de Almeida e para que o peemedebista não use material institucional do Executivo estadual. Aguardemos a decisão da Justiça.

A matéria publicada no CadaMinuto diz que “Ricardo Wanderley também questionou durante a coletiva a presença do governador na campanha de Almeida”. Eu aproveito para questionar a ausência de Rui Palmeira na apresentação da denúncia.

Eis a fala de Ricardo Wanderley: “Nunca vi um envolvimento tão flagrante de um governador em uma campanha municipal. Por muito menos já vimos candidatos e gestores ficando inelegíveis. O Rui tem apenas o horário eleitoral para apresentar suas propostas e fazer a sua campanha. Cícero tem o seu espaço no guia e ainda conta com a propaganda do estado, paga com dinheiro público”.

.cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com