csm_Renan_Filho_Rei_Pele_5a3c1e914b

Sem aumento de receita, governador não garante pagamento de salário em 2017

O governador Renan Filho (PMDB) confirmou, em entrevista na manhã desta terça (02), que a depender da situação econômica do país no ano que vem, não terá como garantir o pagamento em dia dos salários dos servidores do Estado de Alagoas.

Ele já havia comentado, em entrevista nessa segunda, que se forem mantidas as condições de arrecadação e se aprovado no Congresso Nacional o projeto de renegociação da dívida dos estados, Alagoas só terá como manter o pagamento de salários e do 13º em dia até o fim deste ano.

Mas hoje Renan Filho deixou claro que há risco de o Estado começar a atrasar esses pagamentos a partir de 2017. “Se conseguirmos pagar até o final do ano [os salários], seremos um dos poucos estados do Brasil que vão conseguir. Vivemos um ano duríssimo e a situação econômica, sem dúvida, coloca em risco os salários do ano que vem”, declarou.

O governador apontou como argumentos para uma possível necessidade de atrasos a queda do PIB, caso ocorra novamente, a inflação, e a retomada do pagamento da dívida. “A inflação a 10% ao ano, a arrecadação caindo… Se vier a acontecer em Alagoas [o atraso], é o que ocorre em todo o Brasil”, argumenta.

Fontes de receita

Segundo Renan Filho, os meios de elevação da arrecadação do Estado já estão “se esgotando”. “A gente está fiscalizando, fechando fronteiras para pegar quem chega com mercadoria de fora, mas isso tem um limite e a gente está muito próximo desse limite. O que precisamos é retomar a economia, é o Brasil voltar a crescer”, diz.

tnh

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com