a68630f7-1818-40be-ae47-0631e22f334b

Secretário determina atenção especial para casos de crimes políticos em Alagoas

Há exatamente uma semana atrás a justiça eleitoral autorizou o início das campanhas políticas e nestes primeiros dias, dois atentados e uma morte com características de crimes políticos foram registrados. O secretário de segurança pública, Coronel Lima Junior, determinou atenção especial aos casos de crimes desta natureza.

Após o registro dos três casos, o secretário já participou de reuniões com o comando da PM, a delegacia geral da Polícia Civil, Conselho Estadual de Segurança e o Tribunal Regional Eleitoral.

O Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, nomeou o delegado Guilherme Iusten, integrante da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), para investigar o assassinato do professor e candidato a vereador em Teotonio Vilela. A portaria oficializando a determinação deve ser publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (24). Outra determinação da cúpula da Polícia Civil foi para que a Deic acompanhe as investigações de crimes com conotação política. Nesses casos, os agentes e delegados irão trabalhar em conjunto com os delegados dos municípios onde os crimes acontecerem.

O Coronel Lima Junior ainda afirmou que haverá um trabalho intensivo neste período, para atender todas as demandas da segurança pública. “O que podemos garantir é que nenhum caso ficará sem esclarecimento e que a Segurança Pública mantém sua postura no combate a qualquer tipo de crime”, disse o secretário.

Tiros na residência do presidente municipal do PROSDurante três dias seguidos, as polícias Civil e Militar registraram casos com características de crime político. No sábado (20), um homem identificado como Henrique Correia Silva, 31 anos, foi atingido por dois disparos no tórax durante uma caminhada política na cidade do Pilar, sendo encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE).

No domingo (21), a residência de Hélvio Peixoto, presidente do PROS (Partido Republicano da Ordem Social) em Tanque D’arca, foi alvejada a tiros. O político não é candidato a prefeito, mas faz parte de um grupo político rival do que administra a cidade.

Na segunda-feira (22), o caso maios grave. O professor e candidato a vereador pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), David Silva Leandro, de 29 anos, foi assassinado a tiros na segunda-feira, na cidade de Teotônio Vilela, enquanto fazia algumas visitas políticas.

 cadaminuto

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com