6493f436-9657-4081-a550-e28384ad9876

Juíza solicita tropas federais para três municípios

Como forma de assegurar a segurança do pleito eleitoral, a juíza Marina Gurgel da Costa, da 29ª Zona Eleitoral, que engloba os municípios de Batalha, Jacaré dos Homens e Belo Monte, solicitou ao Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) o envio de tropas federais para a região antes e durante as eleições de 02 de outubro.

Após a avaliação do pedido pelos desembargadores eleitorais do TER/AL, e caso seja julgado como procedente, o pedido será enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que pode autorizar ou não o envio das tropas.

Segundo informações da assessoria de Comunicação do TER/AL, na solicitação, a juíza Marina Gurgel da Costa salienta que a presença do Exército na 29ª Zona Eleitoral é de fundamental importância para a prevenção dos crimes eleitorais e para assegurar o regular andamento do processo eleitoral, visto que a região não possui suporte suficiente de efetivo das polícias Civil e Militar.

“A comarca de Batalha, já conhecida no Estado pelos intensos e históricos embates políticos, muitos deles com manchas de sangue, sempre contou com o auxílio do Exército durante as Eleições, como forma de se garantir a ordem pública e o bom trabalho durante as eleições. E esse quadro continua inalterado até hoje”, afirmou a magistrada.

No documento encaminhado à Presidência do TRE/AL, a juíza eleitoral narra que famílias conhecidas na região como inimigas declaradas costumam ser extremamente violentas e portar armas de fogo. “A verdade é que o clima está muito tenso. Sinto que os eleitores estão acuados e sem liberdade para expressar suas ideias e preferências, comprometendo o exercício pleno e independente do direito ao voto”, enfatiza.

Para evidenciar o clima na região, a magistrada ainda narra que tem observado “diversas pessoas – de Batalha, Jacaré dos Homens e Belo Monte – transitando armadas pelas vias públicas em pleno dia, sem qualquer porte, fruto de uma cultura já antiga, o que vem causando intensa inquietação e insegurança na população local. E, no período eleitoral, o risco de um confronto direto entre partidos rivais é certo, com grandes chances de resultarem em mortes”.

*Com Ascom TRE/AL

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com