MichelTemer foto romério cunha

REFORMA DA PREVIDÊNCIA NÃO DEVE SER VOTADA NESTE ANO, ACREDITA TEMER

O presidente em exercício, Michel Temer, afirmou nesta sexta-feira (29) que as reformas da Previdência e trabalhista não devem ser aprovadas neste ano. No entanto, a intenção do governo é votar a Proposta de Emenda à Constituição do teto de gastos no Orçamento. Segundo ele, há a contribuição do Congresso para que essa votação seja possível.

A intenção inicial do governo era mandar a proposta da reforma da Previdência ao Congresso em junho deste ano. No entanto, as negociações com as centrais sindicais foram difíceis. Outro impasse seria um tema “complicado”, na avaliação de parlamentares, que mexem com direitos sociais.

As eleições também são outra barreira para a votação da Previdência. Temer explica que, mesmo que o projeto seja encaminhado antes das eleições municipais, não será votado. E, por sua experiência parlamentar, o presidente em exercício não acredita que a votação aconteça em 2016. Segundo Temer, a reforma da Previdência será gradual, com regras de transição.

diariodopoder

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com