PRF

PRF registra redução no nº de acidentes com morte no primeiro semestre em AL

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas registrou queda de mais de 35% no número de acidentes com mortos nas rodovias federais que passam pelo estado, no primeiro semestre de 2016. Os números são comparados com os seis primeiros meses do ano passado, e também apontam redução dos demais índices de violência no trânsito.

No primeiro semestre de 2015, a PRF havia registrado 614 acidentes, 479 feridos e 64 mortos. Já nos seis primeiros meses de 2016, foram 455 acidentes, 432 feridos e 45 mortos. Uma diminuição de mais de 25% no número de sinistro, de quase 10% no número de feridos, e de 29% no quantitativo de vítimas fatais.

Com relação aos acidentes mais graves, que são aqueles nos quais são registrados pelo menos um morto ou um ferido grave, a PRF verificou uma queda de 25%, passando de 178 acidentes ocorridos no início de 2015, para 133 sinistros registrados de janeiro a junho deste ano. O mesmo ocorreu com a quantidade de feridos graves, que passou de 199 para 163, significando menos 18% no índice.

Com relação ao tipo de acidente, aqueles que mais decresceram foram as colisões traseiras, as colisões transversais, e as saídas de pista, que tiveram reduções de 47%, 42% e 29%, respectivamente.

Já entre as principais causas prováveis apontadas como fatores determinantes para a ocorrência dos sinistros, houve diminuição daqueles causados por animais na pista (- 34%); por falta de atenção (- 30%); e por velocidade incompatível (- 23%).

As BRs 101 e 316 foram as rodovias federais do estado que registraram maior queda dos acidentes, com reduções de 30% e 40%, cada.

HISTÓRICO DE REDUÇÕES

Esta não é a primeira vez neste ano que a PRF em Alagoas anuncia diminuição dos índices de acidentes graves, mortos e feridos. O histórico comprova que a redução da violência no trânsito nas rodovias federais vem ficando mais concreta a cada período analisado.

No comparativo do primeiro semestre de 2015 com os seis primeiros meses de 2014, o número de acidentes graves já havia diminuído cerca de 23%. Se os números de 2014 forem comparados com os de agora, esta redução atinge mais de 40%, passando de 231 sinistros graves em 2014 para 133 acidentes do mesmo tipo em 2016.

De acordo com o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas, Remi Gomes de Alcântara, alguns fatores podem ser citados como responsáveis pelos bons resultados. Entre os pontos estão o investimento de tempo em ações de educação para o trânsito, o endurecimento da legislação – com regras mais rigorosas para as condutas consideradas mais perigosas, como embriaguez ao volante, ultrapassagens irregulares e competições nas vias – e a efetividade da fiscalização.

“Esses números não foram conquistados da noite para o dia. Há um grande trabalho por trás de cada vida salva nas rodovias. Estamos realizando ações permanentes de educação para o trânsito e utilizando estatísticas, com dados refinados, para evitar os sinistros através da fiscalização preventiva. Todas essas atividades, conjugadas com uma legislação mais rigorosa, faz com que as pessoas tenham mais consciência do seu papel em um trânsito mais seguro”, assegura Alcântara.

Fonte: PRF/AL

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com