Notícias
tmp_12866-IMG_20160728_121015-543025996

CARTA ABERTA AO POVO PENEDENSE

É fato notório em nossa Penedo que o diretório regional da agremiação partidária por mim presidida no Município, o PTC, num ato inaceitável de ingerência partidária, interferiu nos rumos decisórios da sigla na política local, nos proibindo de coligar com o grupo dos pré-candidatos Ivana Toledo e Carlos da Educação e, ainda, nos impondo a obrigação de coligação com o pré-candidato Dr. Raimundo ou então com pré-candidato a reeleição, senhor Március Beltrão.
A imposição do diretório regional do partido veio em termos bem claros: ou são candidatos junto com Dr. Raimundo ou com Március Beltrão, caso contrário, vocês não poderão disputar a eleição, pois com Ivana e Carlos vocês não coligarão de modo algum.
Lamentamos profundamente o comportamento dos dirigentes regionais do PTC, comportamento este que só vem a demonstrar a falência do atual sistema partidário do nosso país, que dá azo para esses expedientes de coronelismo partidário, permitindo a dirigentes estaduais, que não moram no Município e portanto não conhecem a sua realidade política e seus problemas estruturais, decidirem os rumos que o partido tomará na política local, por um motivo puro e simples: eles têm nas mãos o cetro e o flagelo. Todo o poder de decidir o rumo de mais de três dezenas de filiados é justificado pelo fato deles serem os “donos” do partido.
Todo esse processo, que a meu ver, é um verdadeiro golpe partidário, foi conduzido às sombras, sorrateiramente, em encontros e reuniões pouco republicanas, acontecidas nos esgotos da política.
Em que pese constar nos registros da Justiça Eleitoral como Presidente da Sigla no Município fui informado da decisão por meio da imprensa e através dos Presidente do Diretório Municipal do PRTB, Carlos da Educação. Pasmem, o Presidente Regional do PTC, senhor Paulo Memória, sequer me dirigiu um telefonema comunicando a decisão do diretório regional.
Esses acontecimentos nos entristecem e nos causam profunda indignação, não somente porque demonstra o tom e o nível como a política vem sido conduzida em nossa realidade estadual e municipal, mas principalmente porque não atinge a mim tão somente, atinge a todos os filiados do partido, que vinham com muito trabalho, suor e dedicação trabalhando e nutrindo o sonho de serem candidatos a vereador em nosso Município, muitos deles, inclusive, desistiram de suas candidaturas em virtude dos compromissos assumidos com o projeto da eleição majoritária encampado por Ivana e Carlos.
Como Presidente do PTC Municipal de Penedo, primeiro tenho que pensar em nossos filiados, que não pediram para estar nessa situação, mas foram colocados nela pelos dirigentes regionais.
Por isso, à eles agora me dirijo: não seria justo impor a vocês a renúncia de uma pretensa candidatura, vocês trabalharam e muito pelo sonho de representar os seus eleitorados no Legislativo Municipal, portanto, na condição de Presidente local da Sigla, devo dizer que, nos limites dos meus poderes estatutários, libero os nossos filiados para decidirem os seus destinos, com a liberdade que deve ser inerente a toda democracia, inclusive de pleitearem a escolha de seus nomes nas convenções e o registro de suas candidaturas em outras coligações que não a de Ivana e Carlos, reflitam e sejam felizes em suas decisões, estaremos na torcida por cada um de vocês, independentemente da decisão que tomarem.
Por outro lado, a importância do cargo partidário que ocupo e a responsabilidade política que carrego em função do relevante eleitorado que represento no Município, ainda que sem cargo eletivo, me impõem uma decisão ainda mais importante, aliás, mais que uma decisão, um gesto contundente e inequívoco para sinalizar que ainda pode haver grandeza e decência na política.
Afinal, a política requer grandeza, desprendimento, importa servir a coisa pública e não servir-se dela para satisfazer os seus interesses pessoais, cumprir com compromissos assumidos e com a palavra empenhada, honrar os seus representados e não envergonhá-los com comportamentos pequenos, mesquinhos e egoístas.
Sem esses valores não vale a pena militar na política.
Diante disso, comunico a renúncia à minha pré-candidatura a vereador nas eleições de 2016 e, ainda, a renúncia ao cargo de Presidente Municipal do Partido Trabalhista Cristão – PTC de Penedo e minha desfiliação da aludida agremiação partidária, em prol de conquistar a minha liberdade de decidir, de escolher o projeto que reputo melhor se adequar à gestão e o progresso de nossa Penedo.
Isto é, renuncio à minha pré-candidatura a vereador nas eleições de 2016 para apoiar e fazer parte do projeto político dos pré-candidatos à Prefeitura de Penedo, Ivana e Carlos.
Outrossim, não poderia deixar o eleitorado que represento sem voz na Câmara Municipal, desse modo comunico que apoiaremos nas proporcionais pré-candidatos a vereador que assumam o compromisso de ecoar o nosso grito e serem nossa voz no Legislativo do Município.
Por fim, não é fácil decidir conforme decidimos, uma decisão desse porte requer renúncia, desprendimento, grandeza e muito sofrimento, mas optamos por seguir não o lado mais fácil e prático da política, mas o lado mais difícil, que requer grandeza, seriedade, honradez e desprendimento, ainda que em algumas ocasiões também demande derrotas dolorosas e algum sofrimento que fazem parte do jogo e, por isso, devem ser assimiladas.
Permanecemos firmes em nossos valores e no que acreditamos, podem até tirado a nossa candidatura, mas uma mordaça em nossa boca jamais vão conseguir colocar!
Estamos mais vivos e fortalecidos do que nunca e com muita força e coragem vamos à luta em prol do resgate da dignidade e do respeito por nossa querida Penedo!

Penedo, 27 de julho de 2016.

Cordialmente,

Dr. Epson.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com